AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Você sabe como melhorar a sua saúde bucal e evitar cáries?

Para melhorar a sua saúde bucal: 4 hábitos que evitam o surgimento de cáries

Da Redação Publicado em 05/06/2022, às 07h40

O maior vilão nesse caso é o açúcar, pois atrai as bactérias que produzem as cáries. - JC Gellidon/Unsplash
O maior vilão nesse caso é o açúcar, pois atrai as bactérias que produzem as cáries. - JC Gellidon/Unsplash

Além dos cuidados básicos, pequenos hábitos do dia a dia podem ajudar a prevenir a temida lesão da cárie, como a diminuição no consumo do açúcar e maior ingestão de água. A dentista Luciana Bruzadin, a convite de KESS, indicou essas e outras atitudes que podem evitar problemas bucais.

De acordo com a odontologista, quando se instalam na cavidade oral, as cáries são capazes de causar verdadeiros estragos nos dentes e nos tecidos bucais. “A cárie é uma deterioração da estrutura dentária que acontece quando as bactérias presentes na boca começam a se desenvolver e desmineralizar o esmalte dental, daí em diante, ela vai atingindo mais camadas do dente, trazendo graves consequências para a saúde bucal”, explica.

Para se manter longe desse problema, AnaMaria Digital indica hábitos que devem ser adotados atrelando boa alimentação com boa higiene bucal!

Priorize uma alimentação mais saudável

A dentista alerta que evitar excessos e estabelecer uma alimentação saudável e equilibrada é o cenário ideal quando se trata da relação entre a saúde bucal e a comida. “O maior vilão nesse caso é o açúcar, pois atrai as bactérias que produzem as cáries. Então sempre recomendo que ao comer algo açucarado, as pessoas não demorem muito para escovar os dentes ou pelo menos fazer um bochecho com água”, diz.

A profissional ainda indica alguns alimentos que muitos não sabem, mas são grandes aliados para proteger os dentes das cáries. “Maçã, nozes, leite e iogurte são alguns exemplos de alimentos que, devido a composição química, fortalecem os dentes e os protegem das bactérias ruins", explica.

Troque a escova de dentes regularmente

A dentista reforça a importância de trocar a escova de dentes pelo menos a cada três ou quatro meses para manter a eficácia e qualidade da escovação. “Esse é normalmente o tempo que as cerdas levam para ficar desgastadas, comprometendo uma boa higienização”.

Ela ainda alerta para o modelo de escova que deve ser escolhido: “Apesar da variação que encontramos, opte sempre pelas escovas de cerdas macias. Elas são ideais pois possibilitam um maior tempo de escovação e um melhor resultado. As cerdas duras devem ser evitadas, pois podem arranhar o esmalte dos dentes”, ressalta.

Assim como a escova de dentes, o fio dental deve ser considerado tão importante quanto, pois somente ele conseguirá remover os resquícios nos lugares que a escova não alcança.

{# Taboola Newsroom #}