AnaMaria
Coluna Bianca Vilela / Fique atenta!

Mudanças na legislação: sabia que Burnout agora é doença do trabalho?

Burnout passa a ser classificado como estresse crônico de trabalho

*Bianca Vilela, colunista de AnaMaria Digital Publicado em 20/01/2022, às 08h00

Burnout, que afeta muitas pessoas, agora é doença do trabalho. - Christian Erfurt/Unsplash
Burnout, que afeta muitas pessoas, agora é doença do trabalho. - Christian Erfurt/Unsplash

Fala pessoal, tudo bem? Muitos de vocês já devem saber que a síndrome de burnout foi reconhecida como doença relacionada ao trabalho. Em vigor desde 01/01/2022, a nova Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde, a CID 11, atesta que o burnout passa a ser classificado como estresse crônico de trabalho que não foi administrado com sucesso.

Sou profissional da área da saúde desde 1998, e sempre abordamos este assunto de forma bastante consciente. No entanto, as coisas demoram a surtir efeito e, com a pandemia, tudo ficou mais evidente. Talvez este tenha sido um dos poucos lados bons da pandemia e, podem ter certeza, teremos muitos avanços em relação às leis trabalhistas daqui para frente.

De acordo com dados internacionais, mais de 30% da população brasileira sofre com burnout, que é caracterizado pelo esgotamento físico e mental ligado ao trabalho. Isso coloca o Brasil na 2ª posição entre os países com maior índice de pessoas afetadas (atrás apenas do Japão).

Excesso de carga horária e o dia todo em frente a uma tela, gerou danos mentais imensuráveis, não é mesmo? Claro que tivemos que nos adaptar, "foi o jeito", mas agora teremos que reavaliar nosso comportamento para trilhar um futuro mais seguro e saudável. Não dá para continuar assim.

REAVALIE SUA ROTINA

Fadiga, insônia, ansiedade, ganho de peso, pressão alta e dores nas costas e na cabeça.... alguém se reconhece neste cenário? Encontrar equilíbrio entre vida pessoal e profissional, além de estratégias de autocuidado para prevenir o adoecimento, são responsabilidades de cada indivíduo. As empresas, porém, e mais do que nunca, precisam auxiliar neste processo de retomada da saúde física e mental.

O futuro já chegou. Vamos juntos buscar uma vida mais leve, feliz e integrada?

*BIANCA VILELA é autora do livro Respire, mestre em fisiologia do exercício pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), palestrante e produtora de conteúdo. Desenvolve programas de saúde in company em grandes empresas por todo o país há mais de 15 anos. Na AnaMaria fala sobre saúde no trabalho, produtividade e mudança de hábitos. Instagram: @biancavilelaoficial