comportamento   / Vencendo o pânico

Descubra dicas para perder o medo de ir ao dentista

Postergar idas ao dentista por causa do receito pode agravar problemas bucais

Karla Precioso Publicado sábado 10 julho, 2021

Postergar idas ao dentista por causa do receito pode agravar problemas bucais
Pessoas com medo de dentista estão mais sujeitas a doença periodontal e perda precoce de dente - Pixabay/Oswaldo Ruiz

Quantas pessoas têm a oportunidade de cuidar dos dentes e não o fazem por causa do pânico de ir ao dentista? Geralmente, quem já chega com esse medo são pessoas que precisam fazer uma extração ou colocar um implante dentário. Porém, o que realmente mais afasta os pacientes dos consultórios é a famosa anestesia.

O cirurgião-dentista Eduardo Almeida, especializado em prótese dentária e implantodontia, diz que o receio que os pacientes têm, na maioria das vezes, é oriundo de um mito passado de pais para filho. No entanto, o especialista enfatiza: “Atualmente, há uma grande melhoria na qualidade dos medicamentos e anestésicos, o que leva as pessoas a sentir menos dor na hora do procedimento”.

Outro ponto importante: a falta ou o não comparecimento contínuo ao consultório pode ter consequências graves como a piora do elemento dentário, fazendo assim com que as chances de tratar o dente sejam perdidas, implicando na necessidade de extração. Descubra como vencer esse medo.

ODONTOFOBIA
É um problema comum para muitas pessoas. A longo prazo, porém, esse fator pode ser prejudicial para a saúde bucal. Uma vez que as idas ao dentista são postergadas, os problemas bucais acabam se atenuando. Os profissionais da odontologia, portanto, precisam saber identificar o grau de receio e ansiedade do paciente na tentativa de ajudá-lo a enfrentar o tratamento de forma positiva.

VENCENDO O PÂNICO
Hoje em dia, existem tratamentos especializados para tratar esse tipo de doença, como terapias, sessões de relaxamento e orientação para tranquilizar durante a consulta. Se o medo do dentista não é uma fobia, é apenas um pequeno receio, então, siga as dicas: 

1. Determinação: o primeiro passo é decidir que você quer perder esse medo para cuidar melhor da saúde dos seus dentes.

2; Converse com amigos e familiares sobre a indicação de um bom dentista. Visite ao menos três profissionais diferentes para tomar uma decisão mais confiante.

3. Leve um amigo com você. As primeiras consultas podem ser feitas com alguém que você confia e que te ajude a se distrair na sala de espera, tirando a ansiedade e trazendo mais alívio.

4. Deixe a primeira consulta para conversar. Confesse seus medos e inseguranças. Isso até ajuda o profissional a lidar com a situação e oferecer um tratamento diferenciado.

5. Tire todas as dúvidas. Você não precisa entender do assunto e seu dentista está lá para isso. Peça que ele explique sobre todos os tratamentos, tempo de duração e demais
procedimentos.

6. Antes de começar, combine com o dentista alguns sinais como levantar a mão, caso você sinta dor ou algum desconforto.

7. Ao sentar na cadeira do consultório, pratique um exercício de respiração para acalmar seus nervos. Fechar os olhos também ajuda.

8. O problema é o barulho do motorzinho? Leve seu aparelho eletrônico com suas músicas preferidas para ouvir durante a consulta.

DUAS RAZÕES PARA ENFRENTAR OS SEUS TEMORES
O beneficio de ter dentes. Imagine a vantagem de ter dentes tratados, bonitos e os seus benefícios. Já pensou como é desagradável não conseguir mastigar os alimentos que mais deseja? Já se imaginou a sorrir sem dentes ou tentar falar e não conseguir? Sabia que as cáries influenciam negativamente o organismo em geral? Se refletir um pouco sobre os malefícios da perda de dentes, decerto achará que os benefícios da ida ao dentista superam o medo inicial que possa existir.

A humanidade do médico dentista é um tema cada vez mais atual. Os profissionais são formados e educados para praticarem a medicina com humanidade. O doente é tratado com amabilidade e os tratamentos são indolores.

VOCÊ SABIA?
Pessoas com medo de dentista estão mais sujeitas a doença periodontal e perda precoce de dente. Evitar ir ao dentista pode ter um custo emocional também. Dentes danificados ou com coloração alterada podem deixar as pessoas inseguras. Elas podem vir a sorrir menos e a tentar manter as suas bocas parcialmente fechadas quando falarem. Alguns ficam tão envergonhados com os seus dentes que isso chega a impactar a sua vida pessoal e profissional. Geralmente, há uma perda importante de autoestima.

Último acesso: 19 Oct 2021 - 18:47:00 (1147325).