AnaMaria
Coronavírus / Covid-19

Reino Unido registra a primeira morte pela variante ômicron do coronavírus

País tem mais de três mil casos da nova cepa do vírus

Da redação Publicado em 13/12/2021, às 09h41 - Atualizado às 09h42

Inglaterra confirma primeira morte pela variante ômicron - Pixabay
Inglaterra confirma primeira morte pela variante ômicron - Pixabay

O Reino Unido registrou a primeira morte de Covid-19 pela variante ômicron, segundo o primeiro-ministro Boris Johnson, nesta segunda-feira (13). O país já tem mais de três mil casos da nova cepa do coronavírus. 

Ao visitar uma clínica de vacinação em Londres, Boris Johnson afirmou que a variante está gerando muitas hospitalizações. "E, tristemente, pelo menos um paciente morreu com ômicron", afirmou. "Acho que a ideia de que esta é, de alguma forma, uma versão mais branda do vírus é algo que temos que deixar de lado", ressaltou.    

O primeiro registro da ômicron no Reino Unido foi no dia 27 de novembro. Somente no domingo (12), 1.239 novos casos da variante foram confirmados no país, acumulando um total de 3.137 pessoas infectadas pela nova cepa.  

“As infecções [pela variante] estão dobrando a cada dois ou três dias, isso significa que estamos diante de um maremoto de infecções, estamos novamente numa corrida entre a vacina e o vírus", disse o ministro da Saúde do país, Sajid Javid

Mesmo que os sintomas sejam leves, o sistema de saúde pode ficar sobrecarregado diante do alto número de infecções. Desta forma, Boris Johnson ressaltou que quem tiver mais de 18 anos poderá tomar a dose de reforço da vacina até o final do ano. 

Vale lembrar que a variante ômicron ainda está sob estudo e não há informações se as vacinas são ineficazes. No entanto, dados iniciais apontam que uma terceira dose dos imunizantes da Pfizer e da Moderna pode aumentar a proteção para mais de 70%.