AnaMaria

Segure as pontas!

Para ficar livre de pontas duplas e fios espigados, especialistas revelaram o que é preciso fazer para recuperar o brilho e o aspecto saudável do cabelo sem precisar cortar

Júlia Arbex Publicado em 27/04/2017, às 14h00 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h45

Segure as pontas! - iStock
Segure as pontas! - iStock
Por que isso acontece?

Todo cabelo (seja curto, médio ou longo, liso, ondulado ou crespo) tem pontas duplas. Gizélia Amaral, do Olegário Cabeleireiros (SP), diz que as cutículas são responsáveis por proteger os fios e quando elas estão desgastadas, as pontas duplas aparecem. Com o sol, vento e a poluição, é natural que os fios sofram desgaste. Mas o quadro piora com processos químicos, como alisamento, luzes
e coloração, calor do secador, chapinha e babyliss.


2 tratamentos matadores

Existem vários tratamentos que melhoram o aspecto das pontas, sejam elas duplas, porosas ou elásticas. Vale lembrar que o número de sessões que você vai fazer depende do grau de sensibilidade. Veja os que são sucesso:

 SELAGEM: “Tem a função de fechar as cutículas dos fios danificados, que ficam abertas. O tratamento devolve nutrientes,
resistência e brilho, deixando o cabelo mais disciplinado”, explica Gizélia. E o procedimento não é a mesma coisa que escova progressiva! “Se a selagem tiver o intuito de alisar, o cabeleireiro irá colocar produtos com substâncias que alisam. Caso contrário,
utilizará somente xampu, condicionador e ampolas de tratamento”, afirma Felipe Lobeu, do salão Square Hair & Care (SP).

 CAUTERIZAÇÃO: Aqui, o tratamento também recupera as fibras dos fios danificados. É indicada depois que a mulher faz
procedimentos como coloração, alisamento ou relaxamento. “A cauterização ajuda a reverter os fios quebradiços, opacos e sem vida”, diz Gizélia.


9 jeitos de manter o cabelo saudável

1 Cremes sem enxágue: Aplique diariamente leave-in e reparadores de pontas. Eles formam uma película que protege os fios contra as agressões externas e melhora a hidratação.

2 Hidratação: Repõe água nos fios, que é o que causa o ressecamento. Então, hidratar o cabelo é dar vida a ele. O ideal é fazer uma hidratação caseira por semana.

3 Desembaraçar: Para evitar pontas duplas e até mesmo a quebra, é preciso começar a pentear sempre debaixo para cima. As cacheadas e crespas devem pentear com os dedos ou pentes de dentes largos, das pontas à raiz.

4 Secador: Mantenha o aparelho a uma distância de, pelo menos, 10 cm dos fios e não deixe o jato de ar num único lugar. Para ficarem mais brilhantes, finalize com um jato de ar frio. Aplique protetor térmico antes de usar o secador. 

5 Chapinha: Se não for apropriada para usar no cabelo molhado, espere secar completamente. Não deixe a prancha parada numa mecha por muito  tempo nem ligada a mais de 180°C. Assim como o secador, coloque protetor térmico antes de usá-la.

6 Prendedor: O cabelo fica mais sensível quando está molhado. Por isso, prenda somente quando estiver seco. Além disso, prefira usar prendedores encapados ou de plástico e grampos.

7 Óleo de coco: Com o cabelo seco, aplique óleo de coco mecha por mecha, no comprimento e nas pontas. Deixe agir por quanto tempo quiser. Pode, inclusive, dormir com o produto na cabeça e lavar só no dia seguinte. Depois, é só enxaguar normalmente, com xampu e condicionador. O tratamento pode ser feito de 15 em 15 dias. De acordo com os especialistas, o óleo de coco hidrata, diminui o frizz e dá brilho e maciez.

8 Alimentação: A rica em proteínas, vitaminas e minerais melhora a saúde e aparência dos fios. Coma grãos integrais, carnes magras, legumes e frutas e beba muita água. 

9 Corte: Segundo Levy Soares, do La Peluqueria (SP), quem tem cabelo liso deve cortar as pontinhas a cada dois meses. Já as crespas podem cortar a cada três meses.