AnaMaria
Famosos / Saúde

Após metástase, filha de Pelé comenta estado do ex-jogador: “Meu pai está bem”

Kely Nascimento, filha de Pelé, tranquilizou os fãs sobre o quadro clínico

Da Redação Publicado em 23/01/2022, às 15h23

Aos 81 anos, ex-atleta luta contra um câncer no cólon - Instagram/@iamkelynascimento
Aos 81 anos, ex-atleta luta contra um câncer no cólon - Instagram/@iamkelynascimento

Kely Nascimento, filha do ex-jogador Pelé, foi às redes sociais se pronunciar sobre o estado de saúde do pai, no último sábado (22). A herdeira do ‘Rei do Futebol’ afirmou ter recebido diversas mensagens após a divulgação das informações de que o câncer do ex-atleta entrou em metástase.

De acordo com a ESPN, o tumor, que se iniciou no cólon, atualmente atinge também o intestino, o fígado e o pulmão de Pelé. Segundo Kelly, o diagnóstico não foi uma surpresa para a família e o ex-jogador está bem.

“Ontem meu WhatsApp e DMs começaram a bombar novamente. Até me pegou de surpresa e eu sei o que está acontecendo! Eu só queria dizer a vocês que meu pai está bem e nada em seu diagnóstico mudou!”, explicou através de um vídeo no Instagram

Em seguida, ela completou: “Ele vai ao hospital todos os meses para um check-up, então vocês podem esperar que esse tipo de coisa aconteça de vez em quando. Obrigado a todos pela preocupação!".

METÁSTASE

Pelé, de 81 anos, que está lutando contra um câncer no cólon, foi diagnosticado com metástase em outros três órgãos. A informação é do canal esportivo ESPN. Na última quinta-feira (20), o ex-jogador recebeu alta do Hospital Albert Einstein, em São Paulo (SP), onde esteve internado para dar continuidade ao ciclo de quimioterapia e realizar exames.

De acordo com o veículo, durante os dias em que esteve hospitalizado, o craque foi submetido a exames para determinar a extensão do câncer no corpo, verificando se a doença se espalhou ou não. Com isso, foram localizados tumores no fígado, intestino e em um dos pulmões. Não foram reveladas mais informações.

Agora, o ex-atleta deve seguir com os cuidados médicos para tratar a doença. Por conta da situação fragilizada, ele segue sendo monitorado de perto. No boletim divulgado na última quinta, quando Pelé recebeu alta, os especialistas afirmaram que ele "está em condições clínicas estáveis".