AnaMaria
Busca
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaYoutube AnaMariaTiktok AnaMariaSpotify AnaMaria
Famosos / Viva!

Após tentativa de assassinato, repórter volta à Globo e é recebido com festa: “Estávamos com saudade”

Após 4 meses de recuperação, repórter volta à Globo e é recepcionado por colegas

Da Redação Publicado em 22/08/2022, às 21h10

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Gabriel Luiz retorna à Globo e é recebido com festa pelos colegas - Instagram/@globobrasilia
Gabriel Luiz retorna à Globo e é recebido com festa pelos colegas - Instagram/@globobrasilia

O jornalista Gabriel Luiz, que foi atacado com diversas facadas em uma tentativa de assassinato em abril, voltou a trabalhar na TV Globo nesta segunda-feira (22). O repórter passou esses últimos 4 meses se recuperando das várias cirurgias que fez devido aos golpes que sofreu em diferentes partes de seu corpo, como perna, tórax, abdômen e pescoço.

Em seu retorno à emissora, Gabriel foi recebido com festa pelos colegas de trabalho. Vale mencionar que o jornalista de 28 anos chegou à Globo como estagiário no ano de 2014. Em 2015, ele já foi efetivado. Atualmente, o repórter trabalha na TV Globo de Brasília fazendo matérias jornalísticas sobre o Governo.

A própria Globo Brasília se manifestou nas redes sociais nesta segunda-feira para dar as boas-vindas de volta para Gabriel. “@gabluiz está oficialmente de volta a nossa redação e não poderíamos estar mais felizes! Bem vindo de volta, Gabriel, estávamos com saudade!”, escreveu o perfil brasiliense da emissora.

Veja a publicação na íntegra:


DESABAFO E CICATRIZES

Gabriel Luiz, jornalista da TV Globo Brasília, usou seu Instagram, na última terça-feira (5), para postar uma foto na praia com o namorado, Lucas Machado, e desabafar sobre a tentativa de latrocínio.

No post, o repórter deixou as suas cicatrizes a afirmou que o seu ele carrega feridas que nós não conseguimos ver. “Meu corpo carrega marcas – visíveis e invisíveis – do que fizeram comigo. Mesmo convivendo em paz com elas, olho pra mim e vejo a violência do que foi e o susto do que poderia ter sido”, iniciou ele.

Na legenda da publicação, ele afirmou que as cicatrizes, principalmente as mais internas, são um lembrete diário de esperança, muita gratidão e vida. “Também de indignação, de algo que nunca vai ser normal aceitar e que não deixa de doer. Eu vivo as consequências da inconsequência dos outros”, completou.

Por fim, Gabriel escreveu que ele precisava confiar ainda mais nos outros: “Sei da minha força, mas é nos outros que encontrei o abraço pra me proteger, o apoio pra me levantar. Aprendi que não estou sozinho. Nunca foi só eu comigo mesmo”.

Veja a publicação:

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!