AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Atual mulher de Guilherme de Pádua diz que ele não matou Daniella Perez

Mulher de Guilherme de Pádua saiu em defesa do marido às vésperas da estreia de 'Pacto Brutal', que revisita o crime

Da redação Publicado em 19/07/2022, às 09h46

Guilherme de Pádua e a esposa, Juliana Lacerda - Instagram
Guilherme de Pádua e a esposa, Juliana Lacerda - Instagram

A atual mulher de Guilherme de Pádua, Juliana Lacerda, saiu em defesa do marido às vésperas do lançamento do documentário 'Pacto Brutal', que retrata a morte trágica de Daniella Perez, há 30 anos. Nas redes sociais, ela afirmou que o marido não é o assassino da atriz.

"Pra quem não sabe, não foi o Guilherme que matou ninguém", disse Juliana, que é maquiadora. "Procurem saber do caso aí direitinho que vocês vão saber o que aconteceu", afirmou. Ela ainda destacou que "coisas absurdas aconteceram" após crime.

"Se eu for falar aqui, vai ser muito polêmico, muito chocante pra vocês", disse. "O Guilherme não é assassino de ninguém", reforçou.

As declarações de Juliana foram dadas na mesma semana em que a HBO Max lança a série documental 'Pacto Brutal', em que retrata o crime que aconteceu em 1992. A produção de cinco episódios estreia nesta quinta-feira (21).

O CRIME

Daniella foi assassinada aos 22 anos, no auge da sua carreira. Ela foi encontrada com 18 golpes de punhal dados pelo ator Guilherme de Pádua e sua então mulher, Paula Nogueira Thomaz.

Na época, Daniella e Guilherme trabalhavam juntos na novela 'De Corpo e Alma', escrita pela mãe da atriz, a autora Gloria Perez. O ator não teria aceitado ter seu trabalho reduzido na trama e resolveu se vingar da artista.

O julgamento pela morte da jovem aconteceu somente em 1997, condenando o ator e a esposa por homicídio qualificado. Apesar de pegar 19 anos de prisão em regime fechado, Guilherme foi solto por bom comportamento em 1999.