AnaMaria
Famosos / Eita!

Avião em que Marília Mendonça estava teria apresentado problemas em maio deste ano

Avião foi alvo de denúncia por irregularidades

Da Redação Publicado em 05/11/2021, às 19h55 - Atualizado às 20h04

Avião em que Marília Mendonça estava - Whatapp/Reprodução
Avião em que Marília Mendonça estava - Whatapp/Reprodução

O avião que levavaMarília Mendonça e sua equipe e caiu na zona rural de Caratinga em Minas Gerais (MG) nesta sexta-feira (5), foi alvo de denúncia enviada ao Ministério Público em Goiás para a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A declaração foi feita em maio deste ano, quando procuradores enviaram um documento solicitando uma posição do órgão, sobre possíveis irregularidades na empresa PEC Táxi Aéreo, responsável pela aeronave que caiu e culminou na morte de Marília Mendonça e membros de sua equipe

“A empresa acumula irregularidades que coloca (sic) em risco tripulantes e passageiros, mesmo diante de denúncias repetidas à ANAC, a empresa nunca passou por auditoria a fim de serem averiguadas as irregularidades”, diz um trecho da denúncia encontrada pelo MPF.

Além disso, o documento revelou que os funcionários também não tinham seus direitos respeitados, como a jornada de trabalho e regulamentação de descanso dos pilotos e da tripulação, que estariam trabalhando com equipamentos de segurança fora das normas.

Na denúncia, o modelo em que Marília estava embarcada, de prefixo PT-ONJ, estaria com problemas no parabrisas, o que dificulta a visão do piloto para decolagens e pousos. A Anac e a empresa PEC Táxi Aéreo ainda não se pronunciaram sobre o assunto. O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), órgão ligado à Força Aérea Brasileira, está realizando as  investigações sobre a causa do acidente.

Confira a nota emitida pelo órgão: 

“Investigadores do Terceiro Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA 3), localizado no Rio de Janeiro (RJ), órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA), foram acionados para realizar a ação inicial do acidente envolvendo a aeronave de matrícula PT-ONJ, nesta sexta-feira (05), em Caratinga (MG).

Na Ação Inicial os investigadores identificam indícios, fotografam cenas, retiram partes da aeronave para análise, ouvem relatos de testemunhas, reúnem documentos, etc. Não existe um tempo previsto para essa atividade ocorrer, dependendo sempre da complexidade da ocorrência.

O objetivo das investigações realizadas pelo CENIPA é prevenir que novos acidentes com características semelhantes ocorram. A conclusão das investigações terá o menor prazo possível, dependendo sempre da complexidade de cada ocorrência e, ainda, da necessidade de descobrir os fatores contribuintes".