AnaMaria
Famosos / Famosos

Ex-Malhação Dani Valente hoje é nutricionista nos EUA: ''Não gosto da fama''

A atriz também é escritora de uma série brasileira da Amazon e prefere uma vida sem exposição

Da Redação Publicado em 08/12/2020, às 13h06 - Atualizado em 09/12/2020, às 10h10

Dani Valente nos estúdios Globo - Globo/Caiuá Franco
Dani Valente nos estúdios Globo - Globo/Caiuá Franco

Dani Valente, conhecida por seus papéis em ‘Confissões de Adolescente’ e ‘Malhação’, deixou a carreira de atriz para se dedicar à nutrição. Morando nos Estados Unidos com o marido, Christiano Cochrane, e a filha, Valentina, de 9 anos, ela revelou que não sente falta da “fama”.

“Estou amando viver longe da fama. Na faixa dos 20 anos, achava legal ser famosa; nos 30, achava que gostava, também não tinha outra opção. Hoje, enxergo claramente que não gostava. Gostava do trabalho, não da fama. Agora, quando percebo que estou chamando atenção mais do que o que devo, me escondo e fico até sem postar”, disse ela em entrevista à Patrícia Kogut, do jornal O Globo, nesta terça-feira (8).

Valente começou a se identificar com a área da saúde após ser diagnosticada com fibromialgia, doença autoimune que provoca dores no corpo e fadiga: “Quis me aprofundar para me cuidar, mas percebi que posso ajudar outras pessoas também. Não tem como ter acesso a tanta informação e guardar só para mim, entende? Talvez eu tenha encontrado meu propósito. Penso que é a minha contribuição. Me considero uma colaboradora. Esse lado preenche a minha alma”.

Na terra norte-americana, a nutricionista de 43 anos ressaltou que sua vida é bem mais agitada do que quando estava no Brasil.

“Minha vida aqui é bem ocupada. Além de escrever com a minha parceira e amiga Mina Nercessian, nós também somos showrunners [de uma série brasileira da Amazon que está sendo gravada no Uruguai]. E tem a parte da nutrição: faço muitos cursos e ainda tenho que cuidar da casa e da família. É difícil ter tempo para tudo”, contou.

“No Brasil, eu tinha uma estrutura que aqui não tenho. Meu marido divide as tarefas comigo, ainda bem. Não tenho parentes aqui, mas tenho amigos que acabam se tornando família. Os encontros é que estão fazendo falta, pois nos isolamos durante essa pandemia”, completou ela.