AnaMaria
Famosos / Dependência química

Fábio Assunção é elogiado por atuação em série: ''Temática delicada para ele''

Ator, que está no elenco de 'Onde Está Meu Coração', foi exaltado por internautas

Da Redação Publicado em 04/05/2021, às 10h08 - Atualizado às 10h09

Fábio Assunção é um dos personagens principais de 'Onde Está Meu Coração' - Estevam Avellar/Globo
Fábio Assunção é um dos personagens principais de 'Onde Está Meu Coração' - Estevam Avellar/Globo

A série 'Onde Está Meu Coração' estreou na Globo, na noite da última segunda-feira (3), e entrou para o catálogo da Globoplay. O público que acompanhou ao menos o primeiro episódio não deixou de destacar a atuação de Fábio Assunção, um dos atores principais da trama. 

Isso porque o enredo da produção é sobre a vida de Amanda, personagem de Letícia Colin, que luta contra o vício em drogas. Fábio vive o médico David, pai da jovem, e passa a trama toda tentando ajudar a filha.

A interpretação de Fábio foi muito elogiada pelos telespectadores e o nome do ator chegou a entrar para os assuntos mais comentados do Twitter. 

"Que série incrível essa 'Onde Está Meu Coração?'. Enredo, elenco, direção, tudo impecável. Fábio Assunção GIGANTE atuando numa temática tão delicada pra ele", falou um. "A força que o Fábio Assunção teve para fazer essa série", disse outro. 

"Vocês têm ideia do que é uma série sobre dependência química e o Fábio Assunção estar nela. Esse homem sempre dando aula de vida. Meu deus. Eu amo demais", elogiou uma terceira. "O Fabio Assunção fazendo uma série sobre dependência química. Achei lindo", pontuou mais um.

O ator, que lutou durante anos contra a dependência química, chegou a ajudar o elenco da série na preparação para falar sobre drogas. "Era importante a gente mergulhar no tema, era uma preocupação dos autores e direção tratar isso com respeito, com pessoas ligadas a política de drogas, médicos, usuários. Levei a Leticia no NA (Narcóticos Anônimos) para ela conhecer, e a gente fez rodas de partilhas emocionantes, momentos lindos que a gente viveu", disse para o portal UOL.