AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria
Notícias / Famosos / Religiosidade

Juliano Cazarré revela sofrer preconceito por ser católico

Declaração foi feita durante o Café da Manhã com Ana Maria Braga

Da Redação Publicado em 25/07/2022, às 14h50

Ator Juliano Cazarré diz que se converteu ao catolicismo após interpretar Jesus na 'Paixão de Cristo' - Instgram/@cazarre
Ator Juliano Cazarré diz que se converteu ao catolicismo após interpretar Jesus na 'Paixão de Cristo' - Instgram/@cazarre

Juliano Cazarré, que dá vida ao peão Alcides na novela da TV Globo ‘Pantanal’, participou do café da manhã no ‘Mais Você’ e abriu o coração ao falar da religião da qual é devoto. 

Ele contou que seguir a igreja católica causa estranhamento no mundo artístico, e que costuma “levar umas pauladas” por isso.

"Não é uma caminhada fácil se assumir católico no meio artístico, as pessoas estranham muito. Eu levo umas pauladas de vez em quando", disse o ator. 

Cazarré também afirmou que as pessoas criticam a igreja católica mas por ideais “de fora da igreja”, quando questionado pela apresentadora.

"Engraçado que quando eu voltei para igreja, já fazem vários anos, eu falei 'que legal, eu tô voltando para a igreja do Brasil, vai ser muito bom, eu vou receber muito carinho.’ Mas recebo cada paulada também, cada pedrada", queixou-se.

EMOCIONADO

Ana Maria Braga também presenteou Juliano Cazarré, que se emocionou com o gesto. Os presentes foram uma medalha de Nossa Senhora Aparecida para a filha do ator, Maria Guilhermina, e uma estatueta de São José carregando o menino Jesus.

Com lágrimas nos olhos, Cazarré falou sobre o estado de saúde da caçulinha, que nasceu há um mês com Anomalia de Ebstein, uma rara cardiopatia que deixou a bebê internada na UTI durante mais de três semanas.

Apesar disso, Juliano contou que Maria Guilhermina já saiu da Unidade de Terapia Intensiva e que foi para um quarto acompanhada da mãe, Letícia Cazarré. 

Sobre a esposa, Juliano compartilhou que a volta do casal à religião ajudou na relação e inclusive na decisão de ter mais filhos. 

"Inclusive isso da gente se abrir para mais filhos. A gente tinha dois e um dia a Letícia falou 'você gostaria de ter mais um filho?' Eu disse: 'Graças a Deus que você falou isso, porque eu não ia pedir. Hoje em dia a gente ouve tanto o pessoal falando que a maternidade atrapalha a carreira e é difícil", contou.

Vicente, Inácio, Gaspar, Maria Madalena e Maria Guilhermina são os cinco herdeiros do casal.