AnaMaria
Famosos / Carreira

Ludmilla aparece caracterizada para estrear como atriz: ''Estou amando''

Cantora será uma policial em 'Arcanjo Renegado', série da Globoplay

Da Redação Publicado em 29/10/2021, às 08h29 - Atualizado às 08h35

Ludmilla vai estrear como atriz em séria da Globoplay - Instagram/@ludmilla
Ludmilla vai estrear como atriz em séria da Globoplay - Instagram/@ludmilla

Ludmilla tem mais um item para acrescentar em seu currículo, afinal, agora ela também é atriz. A cantora compartilhou as primeiras imagens de sua personagem na segunda temporada da série 'Arcanjo Renegado', da Globoplay, que marca sua estreia na dramaturgia, na última quinta-feira (28). 

A artista interpretará Diana e se mostrou muito feliz com a oportunidade. "Mais um sonho realizado para a conta. A Diana nasceu. Que honra dar vida a uma personagem de uma das minhas séries favoritas. É, Deus, nem nos meus melhores sonhos era assim. Obrigada pelo convite, por me deixarem tão a vontade e confiarem no meu potencial, eu estou amando", celebrou na legenda da publicação. 

Nos cliques dos bastidores, é possível ver Ludmilla usando uma farda policial, tranças, maquiagem leve e carregando armas cenográficas. Vale lembrar que a série deve estrear somente em 2022 e tem Marcello Melo Jr. e Erika Januza como protagonistas. 

Os comentários do post ficaram repletos de elogios à cantora. "Meu orgulho", escreveu a esposa, Brunna Gonçalves. "Voa, preta", desejou Leo Santana. "Mulher maravilhosa, guerreira e batalhadora", elogiou uma seguidora.

BOICOTE

Ludmilla demonstrou sua revolta com o Prêmio Multishow, após não ter sido indicada à categoria ‘Cantora do Ano’. Nas redes sociais, a cantora fez um longo desabafo sobre um suposto boicote contra ela na premiação e anunciou o cancelamento de sua apresentação no evento. 

“Sou a primeira cantora negra da América Latina a acumular 1 bilhão de streams só no Spotify, hoje são mais de 1.5 bilhão de plays nas plataformas. Meus clipes somam 2,5 bilhões de views, Rainha da Favela ficou meses entre as músicas mais tocadas. São os números que falam!”, começou através do Twitter. 

Em seguida, Ludmilla listou uma série de razões que justificariam sua presença entre as indicadas - incluindo o lançamento de ‘Numanice Ao Vivo’, ‘Lud Session’ e ‘Deixa de Onda’. 

A cantora também aproveitou para lembrar a vitória do prêmio pela primeira vez, em 2019. “Impactei todo o sistema por ser a primeira cantora negra a ser indicada e a vencer essa categoria em 26 anos de prêmio, uma representante das minorias, uma cantora negra, bissexual, funkeira, periférica. [Desde então] nunca mais fui indicada na categoria ‘Cantora do Ano’”. 

“Infelizmente, essa é a forma que o sistema te boicota! Mesmo eu sendo indicada em outras categorias da premiação, é nítida a falta de reconhecimento e entendimento das (poucas) premiações que temos aqui no Brasil. Assim como eu, vários artistas de vários segmentos e bandeiras que mereciam ser indicados ou serem reconhecidos da mesma forma que entregam conteúdos para seus públicos e estão na mesma situação”, continuou.

Por fim, Ludmilla anunciou o cancelamento de sua performance no Prêmio Multishow deste ano. “Obrigada pelo convite, mas onde não sou bem vinda prefiro não estar só por educação. Boa festa a todos”, ironizou.