AnaMaria
Famosos / Empatia

Pequena Lô relata ainda sofrer com comentários capacitistas: ‘’Isso não faz com que eu pare’’

Fenômeno das redes sociais, a digital influencer desabafa sobre frases discriminatórias que recebe

Da Redação Publicado em 23/02/2022, às 16h34

Pequena Lô afirma ainda sofre com frases capacitistas. - Instagram/@_pequenalo
Pequena Lô afirma ainda sofre com frases capacitistas. - Instagram/@_pequenalo

Com 4,4 milhões de seguidores, Lorrane Silva, conhecida  como Pequena Lô, desabafou em uma entrevista à 'CNN Rádio’ e à 'CNN Plural’ que ainda sofre com frases capacitistas, e que tem muita falta de inclusão nas redes sociais.

A Digital Influencer relatou que teve que trabalhar bastante para ser uma referência para as pessoas com deficiência e que teve muita dificuldade de chegar onde está hoje. 

Lorrane tem uma legião de fãs, não apenas no Instagram, mas também na plataforma Tiktok, onde ela conta com 5,6 milhões de seguidores que admiram sua performance na web, fazendo com que ela se tornasse uma das principais referência do humor da atualidade.

Pequena Lô, nasceu com os membros encurtados por causa de uma síndrome não identificada ligada à displasia óssea. A influencer relatou que quanto mais cresce seu sucesso, mais crescem as frases capacitistas, e que a maioria das pessoas gosta do trabalho dela, mas as poucas que a criticam ainda acabam a afetando às vezes.

Apesar de todas as críticas e as palavras mal colocadas, ela afirma que vem trabalhando muito duro desde 2015 para se aperfeiçoar ainda mais, e que há pessoas que falam da deficiência dela para tentar fazer com que ela desista, mas Pequena Lô afirma: “Isso não faz com  que eu pare, apesar das dificuldades”.

INCLUSÃO

Lorrane falou da falta de inclusão de pessoas com deficiência e deu como exemplo os atletas que não são vistos como seres humanos que se superaram, mas são tratados com pena. Para ela, tratá-las dessa forma não vai fazer com que elas se sintam mais amadas. 

Outro exemplo citado por ela foi o de pessoas com deficiência que não viralizam nas redes, mesmo tendo tantas qualidades, e que falta fazer conteúdo com legendas. “Ainda tem essa falta de acessibilidade, mas, para mim, virou uma rotina colocar legendas em meus posts.” Finalizou Pequena Lô.