AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

"Quase satírico, quase alegórico", diz Fábio Porchat sobre Caio Coppolla

Fábio Porchat ainda fez críticas à cobertura política da Jovem Pan News durante entrevista

Da Redação Publicado em 21/06/2022, às 07h53

Fábio Porchat critica Caio Coppolla e toda a atual polarização política no Brasil. - Youtube
Fábio Porchat critica Caio Coppolla e toda a atual polarização política no Brasil. - Youtube

Fábio Porchat deixou claro que não compactua com a linha de pensamento do comentarista político Caio Coppolla durante participação no podcast "Cara a Tapa", apresentador por Rica Perrone

"Eu acho [Coppolla] quase satírico, quase alegórico. É tão louco uma coisa daquelas. E o Augusto Nunes eu acho tão de um pólo [exagerado]", declarou Porchat ao podcast "Cara a Tapa", estendendo sua crítica à atuação de outro comentarista da Jovem Pan.

Além disso, o humorista criticou a atual polarização política entre os principais candidatos nas próximas eleições presidenciais - Lula e Jair Bolsonaro -, ressaltando que considera o ex-presidente um político de centro, e não de esquerda.

"Ele em nenhum momento falou em golpe. O Lula em nenhum momento deixou de investigar [aliados políticos]. A coisa andou, com ele não teve esse papo, com o Bolsonaro tem. O Bolsonaro está lá na extrema-direita. Está lá na manifestação de gente louca, querendo ditadura...", comparou.

VOTO DECLARADO

Fábio Porchat falou abertamente sobre em quem votará nas próximas eleições presidenciais e surpreendeu o público. Em entrevista ao podcast ‘Papagaio Falante’, de Sérgio Mallandro e Renato Rabelo, ele declarou que Ciro Gomes tem o seu voto.

"Eu já declarei meu voto [antes]. Vou votar no Ciro Gomes (PDT). Gosto muito do Ciro, acho ele um ótimo candidato, muito preparado. Acho que a gente precisa parar um pouco de polarizar e tal", disse.

No entanto, a escolha é flexível e, caso Ciro continue com baixas porcentagens nas pesquisas de intenção de voto, ele mudará seu voto para o ex-presidente Lula. 

"Agora, se chegar agosto e o Ciro continuar com 7% e o Lula puder ganhar no primeiro turno, para tirar esse animal, esse verme, esse câncer que está no poder, eu vou pintado de estrela vermelha, cantando 'Lula lá', voto apertando 13 trezentas vezes", argumentou.

Porchat deixou claro que votará contra o atual presidente e que o Brasil necessita que ele não seja reeleito: “A verdade é que a gente está lidando com um cara que é abjeto, que não tem humanidade”.

“É uma pessoa que, durante a pandemia, matou 670 mil pessoas no Brasil, imita gente morrendo engasgada. Ele ri disso, fala 'não sou coveiro'. Não está nem aí para as pessoas. Não dá para ter um país comandado por verme. Esse cara precisa ser tirado, de algum jeito, de alguma forma”, finalizou.

{# Taboola Newsroom #}