AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria
Notícias / Famosos / Não foi por racismo!

Saiba o real motivo da prisão da mulher que insultou filhos de Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso

Mesmo após insultar filhos do casal de atores, mulher já foi liberada pela polícia portuguesa

*Bruno Tálamo, colunista de AnaMaria Digital Publicado em 01/08/2022, às 15h30

Mulher que agrediu os filhos de Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso com injúrias racistas está solta. - Reprodução
Mulher que agrediu os filhos de Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso com injúrias racistas está solta. - Reprodução

Racismo? Injúria racial? Nada disso. Com exclusividade, a coluna descobriu o real motivo da prisão de uma mulher que insultou os filhos da atriz Giovanna Ewbank, 35, e do ator Bruno Gagliasso, 40, em um restaurante localizado em Portugal, no último sábado (30).

Em conversa com a coluna, o jornalista português Miguel Dantas, do jornal “Público”, revelou que a mulher foi detida por “insultos e injúrias” proferidas aos policiais que atenderam ao chamado. Ou seja, a prisão não ocorreu em razão das ofensas às crianças Titi, 9 anos, e Bless, 7.

Além disso, Miguel Dantas diz que, no ato da prisão, foi constatado que a mulher estava alcoolizada. Apesar de tudo, ela já foi liberada. “Este tem sido o tema do dia em Portugal”, afirma o jornalista, antes de acrescentar: “A maioria das pessoas tem condenado os atos racistas.”

Acompanhando o caso in loco, Dantas ressalta que “há testemunhas que corroboram os relatos” de que a mulher proferiu palavras racistas contra os filhos do casal brasileiro.

ENTENDA O CASO

Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso passavam férias na companhia dos filhos na região da Costa da Caparica, em Portugal. No sábado (30), segundo o casal, uma mulher, no restaurante Clássico Beach Club, ofendeu, com termos racistas, as crianças e um grupo de turistas angolano que passeava pelo local.

Na sequência, enquanto Gagliasso chamava a polícia, Giovanna discutiu com a mulher em defesa das crianças, após ela ter pedido para “tirar aqueles pretos imundos dali”. “Racista, nojenta, uma filha da p*ta, isso que você é”, disparou a atriz.

Gravada em vídeo, a cena circulou pelas redes sociais durante o fim de semana. O ator e a atriz, assim como testemunhas do caso, ainda vão prestar depoimento à polícia portuguesa. A assessoria de imprensa da artista se pronunciou e esclareceu a situação por meio das redes sociais. 

“Comunicamos que os filhos do casal Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso foram vítimas de racismo no restaurante Clássico Beach Club, na Costa da Caparica, em Portugal, neste sábado, dia 30 de julho, onde a família passa férias”, iniciou o comunicado.

“Uma mulher branca, que passava na frente do restaurante, xingou, deliberadamente, não só Títi e Bless, mas também a uma família de turistas Angolanos que estavam no local - cerca de 15 pessoas negras. A criminosa pedia que eles saíssem do restaurante e voltassem para a África, entre outros absurdos proferidos às crianças, tais quais ‘pretos imundos’”, explicou.

Em seguida, a equipe confirmou que Giovanna enfrentou a mulher e disse que Bruno Gagliasso chamou a polícia, que escoltou a escoltou até uma delegacia, onde foi presa. Além disso, acrescentou que o casal prestará queixa contra ela.

“A Trigo Casa de Comunicação lamenta as agressões sofridas por Títi, Bless e os turistas angolanos e apoia integralmente as ações tomadas por Giovanna e Bruno. Racismo é crime”, concluiu a nota.