AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Terapeuta conta como está o tratamento do ator Sérgio Hondjakoff, o Cabeção

Sérgio Hondjakoff, que brilhou em “Malhação”, está internado desde junho por causa da dependência química

*Bruno Tálamo, colunista de AnaMaria Digital Publicado em 25/07/2022, às 15h20

Rafael Ilha ao lado de Sérgio Hondjakoff e Sandro Barros. - Instagram/@terapeutasandrobarros
Rafael Ilha ao lado de Sérgio Hondjakoff e Sandro Barros. - Instagram/@terapeutasandrobarros

Os fãs de Sérgio Hondjakoff, de 37 anos – conhecido por interpretar o personagem Cabeção, em diversas temporadas de “Malhação”, da TV Globo –, podem ficar mais tranquilos em relação ao estado de saúde do ator.

Em conversa com a coluna, Sandro Barros, terapeuta do artista, contou que Serginho está respondendo muito bem ao tratamento contra dependência química.

Em junho, o ator, durante um surto, usou as redes sociais para ofender e proferir críticas ao próprio pai.
Dias depois, com a ajuda do músico Rafael Ilha, foi internado no Instituto de Dependência Química de Sorocaba, no interior de São Paulo.

Segundo Barros, Serginho está reagindo bem, mostrando-se disposto a colaborar com todas as etapas do tratamento. Além disso, o ator demonstra estar consciente de sua situação, não indicando ter pressa para deixar a clínica.

O terapeuta informou ainda que Sérgio Hondjakoff está bem-humorado e se alimentando direito. Apesar dos avanços, ainda não há previsão sobre o fim do tratamento do ator.

À época da internação, Carmen Lucia Hondjakoff, mãe do artista, revelou que Sérgio é dependente químico há 16 anos e já tinha sido internado dez vezes.

COMO FOI?

Na época da internação, Sandro deu entrevistas explicando como funciona seu método. Ele explicou que o primeiro passo é entender as questões de quem está sendo tratado e do que a pessoa gosta. Por ese motivo, o especialista chegou a passar quase uma hora no telefone com Sérgio, de acordo com informações do Yahoo.

"Vou criar um cronograma que ele goste de praticar, mas, sobretudo, eu preciso trabalhar os três pilares: alimentação, sono e atividade física. Quem está nas drogas não come direito, não dorme direito e não faz esporte. O sono tem função reparadora, alimentação também, precisa comer no horário e fazer atividade física", explicou o médico.

{# Taboola Newsroom #}