AnaMaria

Autora de ‘A Vida da Gente’ diz que trama é muito atual: ''Mobiliza e faz pensar''

Novela voltará em março no lugar de ‘Flor do Caribe’ (TV Globo)

Da Redação Publicado em 05/02/2021, às 15h19 - Atualizado às 15h20

Lícia Manzo é autora de 'A Vida da Gente' e 'Sete Vidas' - Globo
Lícia Manzo é autora de 'A Vida da Gente' e 'Sete Vidas' - Globo

Lícia Manzo, autora de ‘A Vida da Gente’, celebra a volta de seu folhetim ao horário das 18h da TV Globo. Transmitida originalmente em 2011, a história nunca ganhou uma reprise e trará à dramaturga uma “dose dupla”, já que ela lançará ‘Um Lugar ao Sol’ às 21h ainda este ano.

Em entrevista à Globo, Manzo opinou que a história das irmãs Ana (Fernanda Vasconcellos) e Manu (Marjorie Estiano) continua bem atual mesmo após 10 anos de sua criação.

“A essência da novela ou o que está dito permanece para mim atual na medida em que são assuntos que ainda me mobilizam e me fazem pensar”, disse ela.

Sobre os destinos dos personagens e da trama, Lícia explica que teria um olhar mais maduro se escrevesse a novela atualmente.

“Muito do que penso, sou, acredito está espelhado em ‘A Vida da Gente’. Difícil para mim, para não dizer impossível, separar o que escrevo do que sou. Hoje, talvez tecnicamente, mudasse alguma coisa na novela em termos de estrutura, quem sabe…”, completou.

Jayme Monjardim, diretor da produção, também coloca o folhetim em um pedestal de sua carreira.

“Para mim, este é um dos projetos mais importantes que já fiz. Primeiro pelo texto primoroso da Lícia Manzo. Ela tem uma capacidade impressionante de contar histórias, diálogos. É uma novela muito boa, que tem uma relação com a vida e com as emoções muito forte, muito consistente. Para mim é um presente a volta da novela”, declarou.