AnaMaria

Proclamação da República: 5 séries de televisão que se passam no Brasil

Seriados cheios de brasilidade para maratonar nas plataformas de streaming

Da Redação Publicado em 15/11/2021, às 11h30

Malu (Maria Casadevall), Chicó (Selton Mello) e Edson (Seu Jorge) - Reprodução/Netflix e Globoplay
Malu (Maria Casadevall), Chicó (Selton Mello) e Edson (Seu Jorge) - Reprodução/Netflix e Globoplay

Nada melhor que curtir o feriado maratonando séries, né? Nesta segunda-feira, 15 de novembro, celebramos não só a proclamação da república do Brasil, mas os 132 anos que o país deixou de ser monarquia e adotou um regime presidencialista.

Para que você não deixe o feriadão passar em branco, a AnaMaria Digital separou cinco séries brasileiríssimas para você maratonar e aproveitar para curtir um pouco da nossa arte nacional.

COISA MAIS LINDA (2019 - 2020)
Nos anos 1950, Maria Luiza (Maria Casadevall) decide deixar sua vida em São Paulo para seguir o sonho de abrir um restaurante no Rio de Janeiro. No entanto, poucos dias antes da mudança, seu marido rouba o dinheiro e foge em silêncio.

Sem esperança, Maria Luiza conhece Adélia (Pathy de Jesus), uma cantora negra inspiradora, e, juntas, elas decidem abrir um clube de bossa nova na capital carioca. 

Uma mistura de amadurecimento, personagens cativantes e boa música, a série conta com temáticas importantíssimas que vão do racismo ao espaço social feminino. 

Disponível em: Netflix

SOB PRESSÃO (2017 - ATUALMENTE)
Um retrato da saúde pública brasileira, a série aborda os dilemas da equipe de emergência de um hospital gratuito no Rio de Janeiro e a relação entre médicos que fazem de tudo para manter os pacientes vivos. 

Com um elenco de peso, como Júlio Andrade e Marjorie Estiano, a produção explora muito a precariedade dos centros de saúde no Brasil e também a importância da gratuidade dos cuidados. Além disso, o seriado tem uma versão especial sobre a pandemia de coronavírus, chamada ‘Sob Pressão - Plantão Covid’. 

Disponível em: Globoplay

O AUTO DA COMPADECIDA (1999)
Um dos marcos da cultura brasileira, a adaptação da peça teatral de Ariano Suassuna acompanha as aventuras de dois nordestinos: João Grilo (Matheus Nachtergaele), um malandro que usa da esperteza para ganhar a vida, e Chicó (Selton Mello), seu companheiro meio impulsivo e mentiroso. 

Além dos protagonistas, nomes como Denise Fraga e Fernanda Montenegro, que recentemente foi eleita para a 17ª cadeira da Academia Brasileira de Letras, também aparecem na minissérie, que caminha para religião, regionalismo e até cultura popular do sertão. 

Disponível em: Globoplay

IRMANDADE (2019 - ATUALMENTE)
Outra produção com diversas temáticas sociais é a série 'Irmandade', que acompanha a vida de Cristina (Naruna Costa), uma advogada que descobre que seu irmão desaparecido, Edson (Seu Jorge), é, na verdade, líder de uma facção criminosa em ascensão e está preso. 

O seriado, que já foi confirmado para uma segunda temporada, aborda muitas questões acerca da marginalidade, além de trilhar caminhos pelas críticas ao racismo, à violência estatal e à justiça. 

Disponível em: Netflix

DESALMA (2020 - ATUALMENTE)
Para os amantes de terror, ‘Desalma’ é, com certeza, uma das melhores opções. Na cidade fictícia de Brígida, no sul do Brasil, a jovem Halyna (Anna Melo) desaparece, em 1988, e choca toda a população, fazendo com que a festa tradicional de Ivana Kupala seja banida do calendário. 

Trinta anos depois, a celebração retorna e três mulheres, Haia (Cássia Kis), Ignes (Cláudia Abreu) e Giovana (Maria Ribeiro), passam por acontecimentos sinistros, sendo marcadas por traumas profundos - e irreparáveis. A série, com apenas 10 episódios, já foi renovada para a segunda temporada. 

Disponível em: Globoplay