AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Mãe de morto no Jacarezinho doará R$ 10 mil da indenização de Thiago Gagliasso em quentinhas

Thiago Gagliasso foi condenado a pagar o valor após disseminar fake news envolvendo Adriana Santana

Da Redação Publicado em 05/07/2022, às 12h25

Adriana Santana de Araújo tem um projeto social de distribuição de quentinhas, chamado “Craque é Jesus” - Reprodução/Instagram
Adriana Santana de Araújo tem um projeto social de distribuição de quentinhas, chamado “Craque é Jesus” - Reprodução/Instagram

Adriana Santana de Araújo, a mulher que recebeu os R$ 10 mil da indenização de Thiago Gagliasso após o ator disseminar fake news sobre ela, disse que doará todo o valor recebido em quentinhas para pessoas em situação de rua.

Drica, como é chamada, disse que todo o dinheiro será destinado ao seu projeto social, chamado “Craque é Jesus”, segundo o portal G1.

“Toda semana distribuo de 60 a 100 quentinhas nas cracolândias da cidade. Na verdade, saio com a comida e vou distribuindo para quem encontrar na rua”, explicou como funciona a ONG.

“Nem sempre tenho ajuda de doações, então sai mesmo do meu bolso. Além das quentinhas, queria levar alguma coisa para presos que perderam as mães e não recebem nenhum tipo de ajuda”, comentou.

MOTIVO DA INDENIZAÇÃO

O irmão de Bruno Gagliasso, Thiago Gagliasso, foi condenado pela Justiça após divulgar fake news envolvendo a mãe de uma das vítimas da chacina do Jacarezinho. A informação é da coluna de Ancelmo Gois, do jornal O Globo, deste domingo (3).

Em maio de 2021, o ator publicou fotos de uma mulher segurando um fuzil afirmando ser a mãe de Marlon Santana de Araújo, uma das vítimas. Logo, Adriana Santana de Araújo Rodrigues, mãe do jovem morto na tragédia, resolveu processá-lo. Na época, a própria polícia desmentiu que fosse ela nas imagens.

O advogado de Adriana, João Tancredo, considerou o valor da indenização de R$ 10 mil como irrisório. "É praticamente um estímulo para continuar mentindo", disse ao veículo.

O defensor afirmou que Thiago não é o primeiro a ser condenado por divulgar fake news envolvendo Adriana. Outros seis já tiveram que se acertar com a Justiça, entre eles estão ex-senador, deputados e uma delegada.

Nas redes sociais, Thiago afirmou que "sequer foi notificado do processo".