dicas-de-beleza   / RECOMENDAÇÕES

Mitos e verdades sobre as máscaras de tratamento facial: como escolher a correta?

Para te ajudar a entender os benefícios e limitações do produto, conversamos com uma especialista

Da Redação Publicado sábado 18 julho, 2020

Para te ajudar a entender os benefícios e limitações do produto, conversamos com uma especialista
Existem máscaras de uso é quinzenal e outras em que a recomendação é aplicar até duas vezes por semana - Felix Wolf/Pixabay

A recomendação de isolamento social fez vários de nós desenvolvermos novos hábitos, muitas vezes aumentando o desejo de encarar um ritual de beleza. E é aí que entram as máscaras faciais: práticas e fáceis de aplicar, tornaram-se grandes aliadas neste período, com os salões de beleza fechados. 

As indicações dos produtos são as mais variadas: hidratar a pele, evitar oleosidade, combater o envelhecimento, remover cravos e espinhas, e por aí vai. Mas será que todas as máscaras são iguais e trazem um efeito milagroso para a pele? Mais ou menos, pois para ver o resultado é preciso entender em que situações esses produtos funcionam e suas limitações.

“Não podemos atribuir as máscaras faciais o poder de resolução de problemas na pele. De forma geral, este é um produto bastante concertado para fazer um tratamento semanal ou duas vezes na semana, e tem a função de otimizar a rotina de pele”, contextualiza a farmacêutica Karina Soeiro, Mestre em Ciências Farmacêuticas pela Universidade de São Paulo (USP). 

Para te ajudar a entender os benefícios e limitações do produto, AnaMaria Digital listou os mitos e verdades sobre as máscaras faciais e os pontos a se considerar na hora de escolher a sua. 

POSSO USAR TODOS OS DIAS
MITO: Existem máscaras de uso é quinzenal e outras em que a recomendação é aplicar até duas vezes por semana. A periodicidade vai depender dos ativos presentes no produto, o nível de concentração e se esses ativos podem causar sensibilidade na pele, como os ácidos,  que tem o poder de irritar a face e necessitam de uma utilização mais controlada e com intervalo de tempo maior.

ELAS AJUDAM A TRATAR PROBLEMAS COMO ACNE E  RUGAS
VERDADE: Sim, e desde que a máscara facial esteja sempre associada a um tratamento rotineiro, já que o produto será usado no máximo duas vezes na semana.  Existem máscaras indicadas para os dois tipos de queixas. No caso da acne, com ácidos lipossolúveis, tais como ácido salicílico, e ainda substâncias que diminuem a produção de sebo, como o enxofre e alguns extratos de plantas. Já para as rugas, insumos ativos que tratam todos os aspectos do envelhecimento cutâneo, como o ácido hialurônico, são ingredientes fundamentais.

POSSO ESCOLHER A MÁSCARA SOZINHA
MITO:  A eficácia do produto depende da fórmula. Por isso, é melhor pedir a opinião de quem entende e que pode analisar qual o problema na pele e qual ativo é recomendado. Por exemplo, se você deseja clarear, existem princípios ativos que atuam melhor nessa questão.  Para escolher uma máscara potente e com os melhores resultados é importante ter o auxílio de um médico ou farmacêutico, que entende mais sobre os ativos e pode fazer uma avaliação mais crítica da composição da máscara, sua concentração e a funcionalidade de cada substância.

ELAS AJUDAM A LIBERAR O ESTRESSE E A MELHORAR O ASPECTO DA PELE
VERDADE: O fato de você manipular a pele e fazer uma massagem proporciona ao corpo uma sensação de relaxamento que libera a endorfina. Segundo Karina, existem estudos que mostram que a liberação de certos neurotransmissores relacionados ao bem estar estimula a produção de substâncias benéficas para a pele, que melhoram todos os aspectos, desde a acne até o próprio envelhecimento, estimulando a produção de colágeno, elastina, entre outros.
 

Último acesso: 06 Aug 2020 - 20:21:18 (1117008).