AnaMaria

Adaptação animal: como socializar um gato filhote

Saiba como socializar um gato filhote em um novo ambiente

Da Redação Publicado em 30/06/2019, às 11h00 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h47

Um gato corretamente sociabilizado pode chegar à idade adulta sem problemas - Banco de Imagem/Getty Images
Um gato corretamente sociabilizado pode chegar à idade adulta sem problemas - Banco de Imagem/Getty Images

Todos os animais passam por algumas fases no início de vida que os preparam para os desafios futuros. Com os felinos isso não é diferente. Essas experiências e características genéticas contribuem para formar a personalidade do gato.

Vale dizer que as informações são captadas pelo pet desde o momento do nascimento, por meio do convívio com a mãe e com os outros filhotes.

Em relação ao contato com humanos, o período de sociabilização dele acontece entre a segunda e a sétima semana de vida. Nessa fase, é importante proporcionar experiências positivas por meio de diferentes estímulos e situações. 

Aqui vão algumas dicas: se o gatinho for tímido, comece oferecendo algo que ele goste de comer (pode ser a própria ração ou petisco apropriado para a idade). Quando ele estiver seguro em se aproximar, faça carinhos suavemente e o respeite caso queira se afastar. 

Aos poucos, ele vai querer se aproximar cada vez mais e os carinhos podem evoluir para colo e brincadeiras. Peça para algumas pessoas visitarem a sua casa para fazer o mesmo. Assim, as chances de o felino ficar inibido com a presença de estranhos
diminuem consideravelmente. 

Quanto à sociabilização com outros animais, os cuidados devem ser maiores. Mantenha ambos os pets na guia ou na caixa de transporte para fazer a aproximação aos poucos. De novo, associe a presença um do outro com petiscos e brincadeiras.

Para esse exercício, é interessante dessensibilizar previamente a caixa de transporte. Para evitar situações de estresse no veterinário, é válido também sociabilizar o pet em passeios de carro, onde será apresentado a ele barulhos do trânsito e movimentos diferentes de pessoas. Também associe isso com sensações de prazer. 

Um gato corretamente sociabilizado pode chegar à idade adulta sem problemas comportamentais, como agressividade, fobias e ansiedade. É importante lembrar: além da sociabilização eficiente, o manejo e a disposição dos móveis da casa devem ser adaptados para essa espécie em questão.

MARCELA BARBIERI BORO, zootecnista, médica veterinária, adestradora e franqueada da Cão Cidadão.