Grávida ou planejando engravidar? Entenda os diferentes tipos de partos

Eles vão além de cesárea e normal; veja as recomendações para cada um

Da Redação Publicado sexta 9 novembro, 2018

Eles vão além de cesárea e normal; veja as recomendações para cada um
O recomendado pela OMS é que apenas 15% dos partos realizados no Brasil sejam cesáreas - Shutterstock

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que apenas 15% dos partos no Brasil sejam cesáreas. Porém, na rede privada, a porcentagem de realização do tipo chega a 82%. Na rede pública, 52%. Confira as recomendações da ginecologista e obstetra Ana Carolina Lúcio Pereira para cada parto.

PARTO NATURAL
Via vaginal e feito sem intervenções, como a analgesia. Muitas mulheres optam por realizá-lo em casa. No entanto, os médicos desaconselham a medida, pois diante de qualquer complicação a falta de tempo para chegar ao hospital pode ser fatal.

PARTO NORMAL 
Nesta versão, a saída do bebê também é via vaginal. Quase não há riscos. Além disso, a recuperação e o contato com o bebê são mais rápidos.

PARTO NA ÁGUA
Acontece com a mãe imersa em água (em uma banheira ou piscina). Vantagem: o pai pode ficar junto para apoiar a gestante durante todo o processo.

CESÁREA
Com anestesia, o abdômen é cortado até chegar ao feto, dentro do útero. Com a saída do bebê, ocorre a retirada da placenta e a realização da sutura. Trata-se de uma cirurgia considerada de médio porte e um procedimento mais invasivo.

Último acesso: 07 Dec 2021 - 15:17:49 (1047093).