AnaMaria

Jovem, mas sem perspectiva...

É importante que o adolescente busque ajuda de pessoas mais experientes, de confiança e também dos amigos. Tomar uma decisão não precisa ser algo necessariamente solitário

Deborah Moss (*) Publicado em 17/07/2018, às 10h00 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h46

Jovem, mas sem perspectiva... - iStock
Jovem, mas sem perspectiva... - iStock

"Meu filho adolescente está perdido... é normal?”
J. C., por e-mail

Muitos pais se preocupam quando observam os filhos perdidos entre várias opções durante a adolescência. Sim, é possível considerar esta fase como a da indecisão, porque são muitas mudanças, opções e até mesmo dificuldades em ser flexível e abrir mão de determinadas opiniões. Muitas vezes, optar por algo pode significar naquele momento deixar outra opção que seria interessante de lado. Deve-se estar atento para que isso não atrapalhe a vida do adolescente, pois pode ter consequência se ficar durante muito tempo “em cima do muro”, à deriva. Se ficar na passividade por muito tempo, não conseguirá fazer escolhas e isso pode impactar na vida do jovem. Principalmente porque a demora da indecisão pode fazer com que outras pessoas decidam por ele o que fazer em determinada situação. Para ter uma decisão facilitada e consciente, o ideal é ver os prós e contras, qual a prioridade e entender que não dá para ter tudo na vida, que muitas vezes para se optar por algo é necessário abrir mão de outras. Colocar na balança o custo- benefício e o que é prioridade antes de tomar as decisões definitivas é bom. Tem também que colocar em mente que é impossível agradar a todos. Muitas vezes, ele não dá conta de bancar as consequências, de assumir os riscos e a responsabilidade de fazer algo com segurança. Esse é um dos fatores de eles irem mais pelas escolhas dos outros do que pelas próprias. É importante que o seu filho busque ajuda de pessoas mais experientes, de confiança e também dos amigos. Tomar uma decisão não precisa ser algo necessariamente solitário. É importante que se tenha várias visões do assunto para que ele forme a sua opinião e escolha uma decisão consciente. O auxílio de profissionais capacitados também é importante para o auxílio do autoconhecimento e que ocorra uma racionalidade sobre qual caminho tomar e as consequências das atitudes.

O que  ele vai ser quando crescer?
A indecisão está presente também na escolha da carreira e isto é uma situação estressante para o adolescente. Segundo pesquisa
realizada pelo Portal Educacional, mais da metade (54%) dos alunos do ensino médio não sabem qual carreira seguirão.

Envie suas perguntas para Deborah Moss pelo e-mail anamaria@maisleitor.com.br

* Neuropsicóloga especialista em comportamento e desenvolvimento infantil e mestre em psicologia do desenvolvimento pela Universidade de São Paulo (USP). Consultora do sono certificada pelo International Maternity and Parenting
Institute, no Canadá.