AnaMaria

Sim, crianças também podem meditar!

A prática torna os pequenos mais conscientes, amorosos e seguros para tomar decisões difíceis

Caroline Cabral Publicado em 24/08/2017, às 16h20 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h45

Sim, crianças também podem meditar! - Shutterstock
Sim, crianças também podem meditar! - Shutterstock
O que é a meditação?
Técnica oriental que funciona como entrada para a jornada do autoconhecimento e da mudança de hábitos. “Meditar acessa a
paz e a expansão de consciência”, explica o professor PhD naturoterapeuta Américo Barbosa. A técnica aumenta a capacidade de tomar decisões assertivas, conectadas com a essência de cada ser. “É um encontro com você mesmo”, avalia. Meditar, então, está relacionado com olhar para dentro de si e cuidar dos lugares mais íntimos. Isso requer foco, disciplina e concentração, características pouco vistas em quem tem até 8 anos. “A criança se afasta dela mesma no decorrer da vida. A meditação a aproxima de si e traz criatividade”, analisa.

Benefícios para a infância
Para o professor, a técnica consegue capacitar os pequenos com ferramentas emocionais, como a autoconfiança e a criatividade.
“Isso melhora o relacionamento deles com os pais, e os tornam mais conscientes das atitudes, além de eliminar os medos”,
explica. Ainda segundo Barbosa, a meditação turbina a imunidade em 50%. Ou seja, o processo impulsiona a capacidade interna de lutar contra possíveis invasores externos. “Aos 6 anos, as crianças já têm altos índices de ansiedade, o que gera Transtorno do Déficit de Atenção. Meditar as torna conscientes e as aproxima do tempo presente, diminuindo as crises”, adiciona.

Como fazer uma criança meditar
O professor Américo criou o método Hasta Ananda, que significa Mãos Felizes – e pode ser feito em 4 minutos. A seguir, o passo a passo para guiar a criança no processo.
1 Escolha um lugar confortável e bem estimulante, com uma visão para a natureza. Sem jardim em casa? Coloque perto do pequeno algo que o faça se sentir bem, como um ursinho de pelúcia. Não esqueça de perguntar onde ele deseja se sentar e respeite a resposta.

2 Peça que faça um desenho real, como um cachorro. Depois, observe a figura e a imagine com outras cores e formas. Na sequência, sugira descrever o que está imaginando. Pronto, assim já começou a meditação, que deve ser muito consciente. A criança medita de olhos abertos e, então, passa por uma experiência sensorial. 

3 Para aplicar o método, dobre os dedos indicadores até a palma da mão e sobreponha o polegar a eles, mantendo os outros três dedos retos. Em apenas alguns segundos, será possível sentir o pulso do corpo na ponta dos dedos. Deixe a criança nessa posição por quatro minutos. O exercício trará paz interior, enviando mensagens para o cérebro tomar consciência do seu próprio ser.

Prática e paciência
É importante, para os pais, aprender a não ter ansiedade ao conduzir os filhos. E praticar com eles é primordial. Comece de 1 a 4 minutos, apenas uma vez por dia. Assim, cria-se um ritmo interno de prazer e necessidade. “Em princípio, as crianças sentem um pouco de medo, mas depois adoram e até ensinam os colegas”, conta.

Meditação na sala de aula
“Pode parecer que, para uma criança, o resultado prático não seja imediato, mas o benefício acontece pelo universo acelerado ao
redor dela”, acredita Maeve Vida, supervisora pedagógica e fundadora da escola Arte de Ser, de São Paulo. O colégio tem alunos de até 5 anos que aprendem a focar a concentração no olho espiritual, o ponto entre as sobrancelhas. A sessão leva até 15 minutos. Há também a fase de silêncio que dura até 5 minutos.

“É como uma terapia”
A consciência de que existe um universo interior começa cedo e a meditação constrói a capacidade de ficar em silêncio. “Só assim
passam a ouvir a voz interior”, adiciona Maeve. Porém, a prática não é obrigatória no colégio. A criança pode optar por ler ou fazer outra coisa. “Mas elas querem estar com os colegas. Depois, induzem os pais. É como uma terapia para todos”, completa. Ao meditar com frequência,seu filho se tornará consciente, amoroso e seguro para tomar decisões difíceis.

Para aprender exercícios de meditação para crianças (e seus pais), clique aqui

Para ler mais sobre meditação para crianças, clique aqui

Os links externos fazem parte do Programa de Afiliados da Amazon, em parceria com a Revista AnaMaria.