famosos   / exclusiva

Ator que interpretou Yuri em 'A Força do Querer' teve ajuda de coach para lidar com críticas

Hoje com 18 anos, Drico Alves também contou com o apoio da mãe na época: ''No fim, todo mundo amou''

Naty Falla, com supervisão de Vivian Ortiz Publicado sexta 20 novembro, 2020

Hoje com 18 anos, Drico Alves também contou com o apoio da mãe na época: ''No fim, todo mundo amou''
Drico caracterizado em 'A Força do Querer' (TV Globo) - TV Globo/Estevam Avellar

Drico Alves chamou a atenção dos telespectadores ao interpretar Yuri em ‘A Força do Querer’ (TV Globo), exibida originalmente em 2017 e atualmente sendo reprisada no horário nobre da emissora. Na trama, ele vivia o filho de Heleninha (Totia Meireles) e Junqueira (João Camargo), um viciado em cosplays, que passava seus dias fantasiado de ‘Goku’, personagem do anime ‘Dragon Ball Z’. Além disso, ficava horas navegando na Internet e não interagia muito bem com o mundo exterior. 

No entanto, algumas críticas surgiram na época. Adeptos reais do cosplay, prática de se caracterizar como personagens da cultura pop, disseram que a forma como o jovem foi retratado aumentava um estereótipo negativo do grupo. Em entrevista exclusiva à AnaMaria Digital, Drico contou que teve o auxílio da mãe e de Mareliz Rodrigues, coach dos atores mirins da novela, para lidar com a repercussão. 

“Foram inúmeras críticas ao Yuri, mas é normal acontecer isso com um personagem de tamanha representatividade. Elas me ajudaram a lidar bem com tudo e amadurecer enquanto ator. No final, todos amaram o personagem, fiquei muito feliz com o resultado”, relembra o artista.

Em um outro momento da novela, o personagem se envolve em um jogo que induzia pré-adolescentes e adolescentes ao suicídio, o ‘Baleia Azul’, que chocou os pais de todo o mundo na vida real e era um assunto super em alta na época. 

“Soube que o Yuri se envolveria com isso durante a trama. De cara senti o peso da responsabilidade, mas fiquei muito feliz pela confiança da [autora] Glória Perez no meu personagem e no meu trabalho. [...] Com o Yuri, aprendi a ter muita responsabilidade e consciência ao falar sobre um problema tão grande”, avalia. 

Além dos aprendizados, Drico também fez uma amizade especial graças a novela: “Eu ainda mantenho conversas com algumas pessoas do elenco, mas principalmente com meu irmãozinho, João Bravo, que fez o Dedé. Nossas famílias são amigas e ainda conversamos, tenho muito carinho por ele”. 

INFLUENCIADOR DIGITAL

Atualmente com 18 anos, o ator diz que a trama abriu portas importantes para sua vida profissional. “Essa novela em específico foi um marco para a minha carreira, pois também me projetou como influenciador digital, visto que me deu muita visibilidade”, conta Drico, que hoje acumula mais de 400 mil seguidores no Instagram. 

Aliás, os internautas o apelidaram como “crush da web”, devido a sua beleza. “Fico muito feliz com esse posto (risos), a galera da internet gosta muito de me acompanhar e eu fico grato demais, adoro trabalhar com internet também”, avalia. 

ESCOLHA DO NOME ARTÍSTICO 

Conhecido como Drico Alves, o ator na verdade se chama Adriano. A escolha, inclusive, veio por conta de sua parceria com Drica Moraes, que atuou com ele em Império, exibida pela TV Globo em 2015. 

“Foi a minha xará quem me deu. Até então, meu nome artístico era Adriano Alves, mas ela passou a me chamar de Drico… aí todo mundo passou a me chamar assim e tivemos que mudar o nome (risos)”, relembra. 

FUTURO PROFISSIONAL

Adriano começou a carreira aos 8 anos, quando passou a trabalhar em comerciais. Aos 11, fez sua primeira novela, Joia Rara, na TV Globo. Após essa trama, passou também a apresentar o programa de culinária ‘Tem Criança na Cozinha' (2014), e depois interpretou Victor em ‘Império’, ambos na emissora carioca. Em 2018, foi para a Record TV, onde deu vida a Nemestrino na novela ‘Jesus’. 

Para o futuro, ele diz ter vontade de dar continuidade à sua carreira artística. “No momento não tenho nenhum projeto em andamento, devido à quarentena.  Mas a minha maior vontade, no momento, é a de voltar a fazer o que amo. Agora que fiz 18 anos, estou muito otimista de conseguir um projeto bacana para continuar com a minha carreira”, pontua. 

Último acesso: 28 Nov 2020 - 13:47:11 (1131103).