AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Deolane abre queixa contra delegada que não quer devolver seus carros de luxo

Nas últimas semanas, Deolane foi alvo de averiguação e teve os veículos apreendidos

Da redação Publicado em 26/07/2022, às 08h54

Deolane Bezerra comentou o caso nas redes sociais - Instagram/@dra.deolanebezerra
Deolane Bezerra comentou o caso nas redes sociais - Instagram/@dra.deolanebezerra

Deolane Bezerra registrou uma denúncia na Corregedoria da Polícia Civil de São Paulo contra a delegada Maria Aparecida Corsato, na última segunda-feira (25). A advogada afirmou que a autoridade não quer devolver seus carros de luxo que foram apreendidos na averiguação que investiga a empresa Betzord.

"Estou saindo agora do 27º DP junto com a minha colega Adélia Soares [do BBB 16], aconteceu que a ilustríssima delegada Maria Aparecida Corsato indeferiu, ou seja, se manifestou contra a restituição dos meus veículos", explicou nos stories do Instagram.

De acordo com Deolane, os automóveis - um Porshe e um Land Rover Evoque - estavam fora do escopo da busca e apreensão. "O mandado é nulo, ela não listou os bens apreendidos na minha residência no momento exato. Não constava a apreensão dos carros", reclamou.

A advogada ainda afirmou que Maria Aparecida está lhe perseguindo, uma vez que os outros influenciadores que trabalharam para a Betzord não receberam o mesmo tratamento. "Ela está me enrolando há mais de uma semana por essa decisão e só saiu hoje porque não tinha mais para onde fugir. É perseguição? É. Porque mais de cem influenciadores fizeram a mesma publicidade que eu fiz [...] Se ela quer fama, não vai conseguir por meio de mim", concluiu.

No último dia 14, o Ministério Público de São Paulo emitiou um manaddo de busca e apreensão na mansão de Deolane para averiguar se ela está associada à Betzord, empresa de jogos e apostas esportivas, que é investigada por crimes, como lavagem de dinheiro.

Além dos dois carros, a viúva de MC Kevin também teve um celular, sete cadernos, agenda, quatro notebooks, quatro relógios e registros de contabilidade apreendidos.