famosos   / Fora de perigo

Eva Wilma fala publicamente pela primeira vez após ficar 21 dias internada: ''Me ajudaram muito''

A atriz testou negativo para covid-19, mas foi diagnosticada com pneumonia

Da Redação Publicado quarta 3 fevereiro, 2021

A atriz testou negativo para covid-19, mas foi diagnosticada com pneumonia
Eva Wilma coleciona mais de 60 anos de carreira na TV, teatro e cinema - Instagram/@marcusmontenegroproducoes

Eva Wilma, de 87 anos, falou publicamente pela primeira vez após ficar 21 dias internada em um hospital da capital paulista. No Instagram do agenciador de artistas, Marcus Montenegro, a atriz surgiu em um vídeo, na última terça-feira (2), em que agradeceu o carinho do público. 

"Olá. Raramente estou aqui para conversar assim diretamente com vocês. Agradecer muito a toda equipe do Vila Nova Star, o hospital. Aos médicos maravilhosos. E agradecer a vocês todos, que me mandaram mensagens encorajadoras e muito bonitas, que me ajudaram muito. Podem ter certeza. De todo o meu coração, obrigada, obrigada e obrigada! E vamos juntos", disse.

Na publicação, ela aparece maquiada, com os cabelos escovados e usando uma blusa branca, acompanhada de um lenço azul.  

A atriz deu entrada no hospital no dia 10 de janeiro e chegou a ficar internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por nove dias. Eva precisou de suplementação de oxigênio após apresentar um quadro de pneumonia leve. Vale ressaltar que a veterana testou negativo para covid-19.

CARREIRA
Eva coleciona mais de seis décadas de carreira na televisão, cinema e teatro. Seu último papel na TV foi na novela 'O Tempo Não Para', em 2018.

A última vez em que esteve no ar nas telinhas foi na edição especial do folhetim 'Fina Estampa', reexibido em 2020, em que interpretou Tia Íris. 

No teatro um de seus últimos trabalhos foi 'O Que Terá Acontecido A Baby Jane?', de 2016, ao lado da amiga Nicette Bruno, que morreu vítima da Covid-19 em dezembro.

ENVELHECIMENTO
Em entrevista para AnaMaria, Eva falou sobre sua relação com o envelhecimento e afirmou saber "conviver com as limitações de cada faixa etária.

"Quanto maior a idade, maiores as limitações. Existe sabedoria em aprender a viver com isso, um amor às pessoas, a tudo que você fez e ainda fará. Vivi tanta coisa ótima, além do sofrimento que passamos. Sem sofrimento, não há prazer", garantiu.

Além disso, ela disse que conta com a companhia dos cinco netos quando se trata de solidão. "Não existe ninguém nessa faixa etária que não perceba a solidão. A “envelhecência” tem muito a ver com você aceitar os limites, a solidão e, principalmente, as perdas. Quanto mais vive, mais é obrigado a perder coisas."

Último acesso: 20 Sep 2021 - 05:42:51 (1138757).