AnaMaria
Famosos / comentário

Faa Morena fala sobre comparação com Hebe Camargo: ''Feliz e honrada''

A apresentadora se pronunciou sobre o comentário de Ronaldo Esper

Da Redação Publicado em 29/10/2020, às 16h24 - Atualizado às 17h10

A apresentadora falou com a CARAS Digital - Divulgação
A apresentadora falou com a CARAS Digital - Divulgação

Ronaldo Esper comentou, durante um vídeo para o seu canal no YouTube, que Faa Morenatem tudo para ser "uma outra Hebe Camargo".

“Olha, eu aposto, se você der um ‘jeitinho’, você vira uma outra Hebe Camargo. Tem tudo para ser outra Hebe. Claro, vai ter que mudar cor do cabelo, maquiagem... Não precisa copiar a Hebe, mas fazer um gênero mais (sofisticado)", disse ele. 

Em entrevista à CARAS Digital, a apresentadora falou sobre a comparação. "Sinto-me feliz e honrada [com o comentário] que o querido Ronaldo fez em relação à nossa eterna rainha da TV, Hebe Camargo. Nós duas juntas éramos alegria pura! Dupla boa para gargalhar... Mas não chego aos pés da nossa rainha. Tenho muito pela frente para cumprir meu papel de apresentadora com maestria no que diz respeito ao nosso público e convidados", contou.

"Meu sofá não é o da Hebe (mas já sentei no dela e cantei em seu programa), mas está aberto a todos os artistas desse Brasilzão e do mundo, com minha alegria tão particular de ser e que agradava à tia(chamávamos a Hebe, carinhosamente dessa forma, rs). Sei que cumpro meu papel com excelência, vejam o legado... quase 18 anos... lindo, né?", completou a artista. 

MEMÓRIAS

Faa ainda relembrou alguns momentos mais memoráveis que teve ao lado da eterna amiga, que faleceu em 2012, após uma parada cardiorrespiratória. Ela lutava há anos contra um câncer. 

"Quando cantei no programa dela (ela queria que eu fosse cantora, risos) e um pessoal que diz respeito ao meu momento atual, me lembro até hoje, quando cortei meu cabelo bem curto e ela quase me mandou que deixasse crescer. 'Não gostei de você com cabelos curtos, deixe crescer' (foi na festa de estreia de seu programa na Rede TV!)", disse. 

"[...] Outro momento, já bem doente e ela me liga num domingo à tarde para dizer como me admirava como mulher e mãe dos meus filhos... naquele dia, desliguei o telefone e desabei de chorar...", concluiu.