AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria
Notícias / Famosos / Fora da telinha

Fátima Bernardes se afastará do 'Encontro' para fazer cirurgia 

No mês de outubro, a apresentadora será substituída por Patrícia Poeta e Manoel Soares

Da Redação Publicado em 29/09/2021, às 08h26 - Atualizado às 08h26

Fátima Bernardes ficará fora do 'Encontro' em outubro - Instagram/@fatimabernardes
Fátima Bernardes ficará fora do 'Encontro' em outubro - Instagram/@fatimabernardes

Fátima Bernardes não estará no 'Encontro' no próximo mês de outubro. A apresentadora se afastará do programa para realizar uma cirurgia no ombro, em recuperação de um tendão. As datas exatas de quando sairá e quando retornará ao matinal não foram divulgadas pela TV Globo. 

Em comunicado divulgado pela emissora, a comunicadora ficará fora das telinhas por quatro semanas. "Fátima Bernardes fará uma operação — uma artroscopia no ombro, para recuperação de um tendão — em outubro. Com isso, ficará afastada do Encontro por aproximadamente quatro semanas", afirmou a nota. 

O canal já anunciou que durante esse tempo, Manoel Soares ePatrícia Poeta, os apresentadores do 'É de Casa', irão comandar a atração no lugar de Fátima. 

AFASTAMENTOS
Recentemente, em agosto, Bernardes se afastou por dois dias do 'Encontro' por causa de uma indisposição. Na ocasião, ela e a Globo afirmaram que não se tratava de Covid-19. Coube a Fernanda Gentil e André Curvello substituírem Fátima. 

Além disso, em dezembro de 2020, a apresentadora se afastou do programa por um mês para tratar de um câncer no útero em estágio inicial. 

CRÍTICA

Fátima Bernardes detonou o presidente Jair Bolsonaro após discurso do político, durante a abertura da Assembleia-Geral da ONU, na última semana. Em sua fala, ele mentiu sobre a Amazônia e a pandemia, além de ter defendido o tratamento precoce contra a covid-19, cuja falta de eficácia científica já foi comprovada.

A apresentadora assistiu tais declarações ao vivo, durante a exibição do programa ‘Encontro’ e comentou que se sentia envergonhada, uma vez que outros presidentes de nações estavam no local. Além disso, ela aproveitou para reforçar a importância das vacinas, também comprovadas que são eficazes contra a covid-19.

“[Tem que ter] vacina e consciência, não negacionismo. Muito difícil ouvir isso, dá vergonha ouvir isso diante de tantos líderes mundiais que estão lutando e, muitas vezes, não têm acesso à vacina porque são países pobres. Você ouvir de um presidente que é contra uma prefeitura exigir uma comprovação de vacinação para a segurança de todos, não podemos garantir a segurança daquele que não quer se vacinar, a gente tem que garantir a segurança de todos”, disse Fátima para a jornalista Michele Loretto, que trouxe a notícia ao programa. 

“É muito triste. Ainda hoje várias pesquisas que são internacionais mostrarem que não existe tratamento, a denúncia recente do 'Fantástico' de pessoas que morreram com tentativas de tratamento precoce, kit covid. Fico triste. Lamento muito que temos que falar disso quando deveríamos estar falando que tem lugar que não chegou vacina no Rio, de controlar a vacinação, convocação para segunda dose que não é feita. Muita coisa para fazer e não isso, mas vamos em frente, é o que temos”, lamentou.

{# Taboola Newsroom #}