AnaMaria
Busca
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaYoutube AnaMariaTiktok AnaMariaSpotify AnaMaria
Famosos / Eita!

Globo veta participação de Cássia Kis em programas: “Operação cala boca”

Após declarações homofóbicas, emissora deixou Cássia Kis de escanteio

Da Redação Publicado em 01/11/2022, às 14h46

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Atualmente, Cássia Kis dá vida à Cidália no novela ‘Travessia’ - Globo/Ellen Soares
Atualmente, Cássia Kis dá vida à Cidália no novela ‘Travessia’ - Globo/Ellen Soares

As falas preconceituosas de Cássia Kis sobre relações homoafetivas, adoção e aborto repercutiram mal para a TV Globo. Por isso, a emissora decidiu vetar a participação da atriz em alguns de seus programas, realizando uma “operação cala boca".

Segundo a colunista Carla Bittencourt, do Notícias da TV, a ordem é que as atrações – como o ‘Encontro’, ‘Mais Você’, ‘Domingão com Huck’ e ‘Fantástico’ – não deem espaço para a artista explicar suas declarações.

Além disso, o Gshow, site oficial do canal, teria sido proibido de procurar a intérprete de Cidália, em 'Travessia', até mesmo para comentar sua participação na novela, temendo que ela voltasse a causar polêmica e prejudicasse ainda mais a audiência da novela.

ENTENDA

Cássia Kis deu uma entrevista a Leda Nagle e declarou suas opiniões a cerca de algumas pautas polêmicas da sociedade brasileira atual, na última quarta-feira (26). Durante o bate-papo com a jornalista, a atriz foi homofóbica, criticou o aborto e condenou o uso de anticoncepcionais. As falas da artista não repercutiram bem entre diversos internautas, que pediram seu afastamento da novela 'Travessia', da TV Globo.

Ao falar sobre a formação da família, Cássia lamentou os lares com filhos únicos, ou até mesmo sem herdeiros. Neste momento, ela condenou o uso de métodos contraceptivos. "Para esses jovens, fazer um aborto, tomar uma pílula do dia seguinte, um anticoncepcional é muito fácil, porque eles não têm a referência do bebê, da vida dentro da barriga. Isso é grave, muito grave", disparou.

Já é de conhecimento que a atriz é contra o aborto. Isso porque na década de 1980, ela interrompeu a primeira gravidez e acabou se arrependendo. Desde então, a artista trava uma luta contra a legalização. Vale lembrar que no Brasil, o aborto é um direito da mulher até os três meses de gestação ou com qualquer tempo em casos de estupro e risco de morte para a mãe.

Ainda na pauta de formação familiar, Cássia foi homofóbica ao insinuar que relações só devem existir para gerar herdeiros. "Não existe mais homem e mulher, mas mulher com mulher e homem com homem, e homem com homem não dá filho, nem mulher com mulher. Como a gente vai fazer?", declarou ela.

Apoiadora do candidato Jair Bolsonaro (PL), a atriz ainda reforçou uma fake news sobre ideologia de gênero nas escolas. "Eu recebo imagens inacreditáveis de crianças se beijando. Duas meninas se beijando dentro de uma escola, onde há um espaço chamado 'beijódromo'. O que está por trás? Destruir a família!", afirmou. "Eu nem sabia que existia isso", disse Leda.

Diante de tais declarações, internautas se revoltaram e pediram para que a Globo retirasse a atriz da novela das 21h, 'Travessia', de Gloria Perez. Confira alguns comentários:

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!