AnaMaria
Famosos / Versão dos fatos

Rafael Ilha contesta morte de Gugu Liberato: ''Sei o que realmente aconteceu''

Cantor, no entanto, não deu detalhes sobre o que teria acontecido com o apresentador

Da Redação Publicado em 06/09/2021, às 12h32 - Atualizado às 12h33

Gugu Liberato e Rafael Ilha eram colegas - Reprodução
Gugu Liberato e Rafael Ilha eram colegas - Reprodução

Rafael Ilha foi uma das milhares de pessoas que se surpreendeu com a morte repentina de Gugu Liberato em um acidente doméstico, em novembro de 2019. No entanto, ao participar do podcast 'Inteligência Ltda', o cantor afirmou saber o que realmente aconteceu com o apresentador. 

Ilha contestou a versão de que o comunicador teria caído do sótão da casa de Orlando, onde estava passando uma temporada com os filhos, para fazer um reparo no ar-condicionado. 

"Eu estava gravando 'Troca de Família' para a Record e não acreditei, aliás, não acredito até hoje. Estava lavando a louça na hora e escutei o William Bonner falando", iniciou o artista. 

Sem dar detalhes, ele continuou. "Eu sei o que realmente aconteceu, e não foi isso. Tomara que um dia as pessoas possam ter a oportunidade de saber. Quando o Gugu ia chegar e falar: 'Vou trocar essa lâmpada?'. Ele nunca fez isso. Gugu não sabe trocar uma lâmpada. Isso não aconteceu. Eu sei o que aconteceu."

Questionado por Rogério Vilela, apresentador do podcast, Rafael manteve o mistério sobre o que de fato teria acontecido. "Acho que poderiam ter contado a verdade. Só acho isso, não teria problema. Foi uma fatalidade, mas não acho justo. Fui ao velório, falei com a família e sei que ele está em um bom lugar agora, olhando lá de cima, e isso é o que importa. A saudade vai ficar mesmo!", afirmou.

Em seguida, o cantor não perdeu a oportunidade de elogiar Gugu. "Era o melhor apresentador do Brasil. No momento, era! O cara mais versátil, o cara fazia qualquer coisa, 'A Fazenda', 'Troca de Família', jornal, programa de auditório, o 'Canta Comigo', tudo'", acrescentou.

Vale lembrar que Gugu foi patrão de Rafael Ilha na época do grupo Polegar. O apresentador morreu em 2019, aos 60 anos, vítima do acidente doméstico. Ele deixou os filhos João Augusto, de 19 anos, e a as gêmeas Sophia e Marina, de 17.