AnaMaria
Busca
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaYoutube AnaMariaTiktok AnaMariaSpotify AnaMaria
Famosos / Retinoblastoma

Tiago Leifert desabafa e lança campanha de conscientização sobre o câncer da filha

O apresentador Tiago Leifert falou sobre o tratamento da filha e a importância do diagnóstico precoce

Da Redação Publicado em 05/09/2022, às 19h48

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Lua, filha de Tiago Leifert, foi diagnosticada com Retinoblastoma - Instagram/@garbindaiana
Lua, filha de Tiago Leifert, foi diagnosticada com Retinoblastoma - Instagram/@garbindaiana

A pequena Lua completou um ano de tratamento contra o câncer que possui nos olhinhos, um retinoblastoma. Aproveitando o marco, Tiago Leifert e a esposa, Daiana Garbin, foram às redes sociais, nesta segunda-feira (5), lançar uma campanha de conscientização sobre a doença.

“Oi, pessoal! Agora no mês de setembro, a nossa filha, Lua, está completando um ano de tratamento contra o câncer. E o aniversário de um ano de tratamento, por coincidência, cai muito perto do Dia Nacional de Combate ao Retinoblastoma”, iniciou o apresentador.

“A gente aproveitou essa coincidência para fazer um evento. A Dai está organizando uma campanha que a gente espera que seja gigante, de conscientização sobre o retinoblastoma”, continuou.

Na sequência, ressaltou a importância do diagnóstico precoce do problema para que haja maiores chances de cura.

“É uma doença rara, mas ela acontece, e a gente quer que as pessoas descubram o mais rápido possível. O diagnóstico precoce é fundamental, por isso é importante disseminar informação, essa é nossa intenção. Então vem aí a campanha ‘De Olho nos Olhinhos”, anunciou.

O jornalista escreveu os detalhes do projeto na legenda da publicação. No dia 17/09 ele fará uma iniciativa no Parque Ibirapuera, em São Paulo (SP). 

“Dia 17/9 estaremos no Parque do Ibirapuera em SP e haverá iniciativas em várias cidades. Mais do que isso: precisamos que vocês nos ajudem a espalhar informação! Quanto mais cedo o diagnóstico, maiores as chances de cura. Temos que ficar de olho nos olhinhos”, explicou.

Veja:

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!