AnaMaria

'O Clone' será reprisada pela segunda vez, no lugar de 'Ti Ti Ti', no Vale a Pena Ver de Novo

A novela de Glória Perez passará novamente na tela da Globo, totalizando três exibições

Da Redação Publicado em 31/08/2021, às 11h51 - Atualizado às 11h57

Giovanna Antonelli era a protagonista Jade em 'O Clone' - TV Globo
Giovanna Antonelli era a protagonista Jade em 'O Clone' - TV Globo

A TV Globo escolheu ‘O Clone’ (2001) para substituir ‘Ti Ti Ti’ (2011) no Vale a Pena Ver de Novo. A novidade foi anunciada por Ana Maria Braga, no ‘Mais Você’ desta terça-feira (31). A história de amor de Jade (Giovanna Antonelli) e Lucas (Murilo Benício) já foi reprisada uma vez na mesma faixa, em 2011.

"Prepare-se porque a partir do dia 4 de outubro suas tardes na Globo vão ganhar uma atração que, eu tenho certeza, vai ser uma delícia de rever. Eu adorei saber. Se você não assistiu essa novela porque era muito novinho, você vai adorar. Se você vai fazer um remember, melhor ainda", comentou a apresentadora.

Para quem não se lembra, a novela debateu temas como cultura muçulmana, clonagem humana e dependência química, considerada uma trama ousada para o ano em que foi ao ar originalmente. Escrita por Glória Perez, o folhetim sucedeu ‘Porto dos Milagres’ na faixa nobre da emissora, e foi substituída por 'Esperança'.

Outra curiosidade dos bastidores é que foi em 'O Clone' onde Giovanna Antonelli e Murilo Benício engataram um romance. Carla Diaz também roubou a cena como a pequena Khadija Rachid, aos 11 anos.

A HISTÓRIA
A trama tem início na década de 1980, quando Lucas conhece Jade no Marrocos. Filha de muçulmanos nascida e criada no Brasil, Jade foi viver com o tio Ali (Stênio Garcia) após a morte da mãe, Sálua (Walderez de Barros). Os dois jovens se apaixonam à primeira vista, mas são impedidos de ficar juntos por causa dos costumes muçulmanos, defendidos com rigor pelo tio de Jade. 

Sid Ali se agarra às crenças e à cultura árabe para arranjar bons casamentos para as sobrinhas Jade e Latiffa (Letícia Sabatella), que estão sob sua proteção. Ele conta com a ajuda da empregada Zoraide (Jandira Martini), confidente e cúmplice das meninas. 

Lucas tem um irmão gêmeo, Diogo (Murilo Benício), cuja semelhança com ele se resume à aparência física. Diferentemente do introspectivo Lucas, Diogo é o típico rapaz namorador, alegre e brincalhão, considerado o mais indicado para suceder o pai, Leônidas (Reginaldo Faria), em seus negócios. Para desespero da família, Diogo sofre um acidente de helicóptero e morre nos primeiros capítulos da trama. 

Abalado pela morte do afilhado, o cientista Albieri (Juca de Oliveira) decide clonar o outro gêmeo, Lucas, como forma de trazer Diogo de volta e realizar um sonho: ser o primeiro a realizar a clonagem de um ser humano.