AnaMaria

''Amazônia não pega fogo'', afirma Jair Bolsonaro em Dubai

Jair Bolsonaro afirma em Dubai que ''Amazônia não pega fogo'' por ser úmida

Da Redação Publicado em 15/11/2021, às 09h21 - Atualizado às 09h21

Jair Bolsonaro em Dubai. - Alan Santo/Presidência da República
Jair Bolsonaro em Dubai. - Alan Santo/Presidência da República

Jair Bolsonaro voltou a criticar a imagem que é passada do Brasil no exterior, justamente após reclamar de ataques que o país teria sofrido durante a COP 26, conferência do clima realizada em Glasgow, na Escócia, que terminou na sexta-feira (12).

O presidente da República, que está em Dubai participando de um fórum de investimentos, convidou os presentes para descobrirem pessoalmente como é a Amazônia. Segundo ele, a floresta, "por ser úmida", não pega fogo. Vale ressaltar que essa informação é totalmente contrário aos dados oficiais sobre o tema.

"Nós queremos que os senhores conheçam o Brasil de fato. Uma viagem e um passeio pela Amazônia é algo fantástico, até para que os senhores vejam que a nossa Amazônia, por ser uma floresta úmida, não pega fogo. Que os senhores vejam realmente o que ela tem. Com toda certeza, uma viagem inesquecível", ressaltou Bolsonaro. 

Na sequência, o atual chefe do Executivo também afirmou que, além de turismo, conhecer aquilo que seria um paraíso aqui na Terra. "A Amazônia é um patrimônio, a Amazônia é brasileira. E vocês lá comprovarão isso e trarão realmente uma imagem que condiz com a realidade. Os ataques que o Brasil sofre quando se fala em Amazônia não são justos. Lá, mais de 90% daquela área está preservada, está exatamente igual quando foi descoberto no ano de 1500. A Amazônia é fantástica".

NÃO É BEM ASSIM
Órgãos nacionais ligados à preservação do meio ambiente dizem o contrário, pois os índices apontaram recordes de queimadas, superando a média histórica em agosto e com o maior número de focos de incêndio nos últimos 14 anos, dado registrado em junho.

Bolsonaro segue no Oriente Médio. Na terça-feira (16), o presidente cumprirá agenda no Bahrein, e na quarta (17), no Catar.