AnaMaria
Últimas Notícias / História

Atos contra a Ditadura marcam o domingo em todo o Brasil

Eventos buscam lembrar não apenas o golpe, mas os direitos à memória e à verdade

Da Redação Publicado em 31/03/2019, às 08h54 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h46

Jair Bolsonaro - Reprodução/Divulgação
Jair Bolsonaro - Reprodução/Divulgação

Trinta e um de março será marcado por manifestações e marchas em todo o país. Foi exatamente neste dia, há 55 anos, que aconteceu o golpe de 1964, dando início aos 21 anos de exceção após a tomada de poder pelas Forças Armadas.

E os últimos posicionamentos do governo parecem ter engrossado o número de pessoas dispostas a sair às ruas em atos contra a ditadura militar.

Encabeçando a insatisfação popular, atos convocados para o domingo (31) buscam lembrar não apenas o golpe, mas os direitos que as pessoas afetadas têm à memória e à verdade.

DECLARAÇÕES POLÊMICAS
O tema ganhou ainda mais destaque quando, na última segunda-feira (25), o presidente Jair Bolsonaro determinou ao Ministério da Defesa que sejam feitas comemorações em unidades militares.

Dias depois, em entrevista ao jornalista José Luiz Datena na Band, reforçou a ideia de que "não existiu ditadura militar no Brasil", mas "alguns probleminhas". Ao ver a repercussão negativa, minimizou ressaltando que seriam atos que "rememorassem" a data.

COMO PARTICIPAR

1. São Paulo (SP)
A I Caminhada do Silêncio, organizada pela Comissão Especial sobre Mortos e Desaparecidos Políticos, vai começar na Praça da Paz, dentro do Parque do Ibirapuera, com apresentações musicais e literárias às 16h. Eles sairão às 18h30 em direção ao Monumento pelos Mortos e Desaparecidos Políticos, ao lado do parque. Os organizadores convidam os manifestantes a permanecerem no local, em vigília, até a meia-noite do dia 1º de abril.

2. Belo Horizonte (MG)
A Frente Nacional Contra a Censura encabeça o ato 1964 Nunca Mais, marcado para acontecer na Praça da Liberdade, às 10h. No mesmo dia, a Comissão da Verdade em Minas Gerais convoca o Ato por Memória e Verdade, às 15h, em frente ao Memorial dos Direitos Humanos.

3. Curitiba (PR)
O ato Ditadura Nunca Mais acontece às 14h, na Praça 19 de Dezembro, no Centro.

4. Brasília (DF)
Movimentos sociais e partidos políticos organizam o ato Ditadura Nunca Mais, a partir das 9h, no Eixão Norte, altura da 108.

5. Rio de Janeiro (RJ)
O ato será na Cinelândia, às 15h. Segundo o evento no Facebook, mais de 12 mil pessoas são esperadas.

6. Belém
O grupo Comunicadores Pela Democracia organiza o ato Ditadura Nunca Mais a partir das 16h em frente à Casa das 11 Janelas, antiga Quinta Companhia de Guarda, na Cidade Velha. Pedem que os manifestantes levem cartazes, flores e velas “para honrar a memória das vítimas da ditadura no Brasil”.