AnaMaria

Bolsonaro vira piada na TV norte-americana ao confundir político com Jim Carrey

Preocupação do presidente brasileiro com as mudanças climáticas virou deboche no ‘The Late Show’

Da Redação Publicado em 04/11/2021, às 12h49 - Atualizado às 12h49

Essa não foi a primeira vez que isso aconteceu na mídia internacional - Instagram/@jairmessiasbolsonaro
Essa não foi a primeira vez que isso aconteceu na mídia internacional - Instagram/@jairmessiasbolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) cometeu uma gafe daquelas ao trocar o nome do político John Kerry, enviado dos Estados Unidos para tratar de questões climáticas, com o do ator Jim Carrey. Não demorou muito para que a confusão virasse piada em um dos programas de maior audiência da TV norte-americana, o ‘The Late Show’. 

O apresentador Stephen Colbert afirmou, em tom de brincadeira, que o presidente do Brasil havia de fato se encontrado com Jim Carrey. Dito isso, Colbert citou diversos filmes protagonizados pelo ator ao debochar da ‘preocupação’ de Bolsonaro com as mudanças climáticas. 

“Muita gente pensa que ele quis dizer o enviado americano para o clima, John Kerry, mas eu acho que ele quis dizer Jim Carrey. Afinal, muitos países prometeram reduzir a emissão [de gases], mas eu digo: ‘Mentiroso!’”, começou.

Em seguida, continuou: “Para acreditar neles, você precisa ser ‘Debi & Loide’. Que o ‘Todo Poderoso’ nos proteja dos efeitos do ‘Brilho Eterno’ que pode nos forçar a colocar todos no ‘Mundo de Andy’”.

“Sem falar no que vai acontecer nas calotas polares em ‘Os Pinguins do Papai’. Se não resolvermos essa crise, vamos nos arrepender ‘Batman Eternamente’”, mencionou ao final. 

Os comentários despertaram gargalhadas na plateia e viralizaram na web poucos minutos depois. Essa não foi a primeira vez que Bolsonaro foi alvo de piadas na televisão dos Estados Unidos. Em setembro, foi a vez que Jimmy Fallon, apresentador do ‘The Tonight Show’, debochar:

“O primeiro líder a falar e tratar da pandemia foi ninguém menos que o presidente não vacinado do Brasil, Jair Bolsonaro. É como participar de uma conferência de perda de peso e ouvir: por favor, deem as boas-vindas ao nosso primeiro palestrante, o coronel Sanders”, disse em menção ao fundador da rede de fast-food KFC.