AnaMaria

Como economizar com o pet

Alimentação, veterinário, brinquedos... Aprenda a cortar gastos sem diminuir a qualidade de vida do seu animal!

Letícia Gerola Publicado em 01/02/2017, às 10h00 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h45

Como economizar com o pet - Shutterstock
Como economizar com o pet - Shutterstock
Muitas opções de produtos e serviços: isso é o mercado pet, que a cada ano traz novidades e sofisticação para o setor! “Diante de tanta variedade, fica fácil se perder nos gastos e dar de cara com uma conta alta no final do mês”, alerta a veterinária e proprietária da Clínica Veterinária Cuidar, Gabriela Giraldi. O setor, que deve crescer até o final deste ano 6,6% em relação a 2015, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet), enche os olhos com a quantidade de produtos e serviços oferecidos para os bichos. “Você não precisa ser consumidor de academias para pet, por exemplo, para diminuir os gastos! Quem compra só o necessário também consegue economizar”, garante a veterinária. Confira dicas para gastar menos com o seu animal!


ALIMENTAÇÃO

EMBALAGEM GRANDE
Investir em uma embalagem tamanho família compensa mais do que comprar várias unidades. Se o seu pet é de pequeno porte e vai demorar pra ele consumir o saco de ração grande, correndo o risco de ela passar da validade, junte-se com vizinhos para
comprar o pacote tamanho família! “Para dividir a ração comprada, armazene sempre em recipientes opacos e com tampa, que impedem a passagem de luz e perdas de nutrientes”, orienta Ricardo Cabral, coordenador de desenvolvimento de produtos pet na Vetnil.


RAÇÃO CERTA
Reduzir a qualidade da ração de superpremium para premium, por exemplo, não funciona: “Você estará reduzindo a qualidade dos nutrientes oferecidos ao animal! Ele vai acabar comendo em maior quantidade para saciar a fome e o custo é até maior”, alerta Gabriela. A quantidade de carboidratos das rações comuns também é maior, podendo afetar a saúde do bicho – pelo sem brilho,
fezes malcheirosas e problemas de pele. “A alternativa é pesquisar locais até encontrar o melhor preço, mantendo a qualidade”, completa.


DE OLHO NO BISCOITO
Não exagere nos petiscos! Além de economizar, você ensina o animal que aquilo é uma recompensa por se comportar bem e não um alimento do cotidiano. “Substitua os biscoitos comprados por frutas não cítricas, como banana e cenoura, que são ricas nutricionalmente”, indica a veterinária. Também vale fazer carinho no pet! Uma pesquisa da Universidade de Oxford, na Inglaterra, com 15 animais descobriu que os cachorros preferem carinho a outras recompensas. O cérebro deles funciona até melhor!



VETERINÁRIO

NÃO HÁ PROBLEMA NENHUM EM NEGOCIAR -- especialmente se você vai sempre ao mesmo veterinário! A crise também
afeta esse profissional, que tem interesse em manter os clientes e os lucros. “Uma conversa franca entre as partes pode dar bons resultados! Dá pra conseguir tanto descontos quanto maior prazo para o pagamento, por exemplo”, comenta Ricardo. O horário do atendimento também influencia no preço: procure levar o pet em horário comercial, os valores costumam ser menores! Aos sábados, graças à procura, o preço sobe!



BRINQUEDOS

RECICLAR BRINQUEDOS ANTIGOS é a chave para economizar: quando seu pet começar a deixar algum brinquedo de lado, guarde o item por um tempo – pelo menos duas semanas – e depois entregue novamente a ele. “Os animais têm um faro muito apurado e identificam que aquele objeto é dele, trazendo à memória antigas brincadeiras e ativando sua vontade de brincar com
o item novamente”, explica Gabriela. Também vale criar brinquedos como bolas de meia com aquele par que furou, caixas de papelão que estão sobrando na casa...



PRODUTOS COM DESCONTO
Algumas clínicas veterinárias têm programas de desconto para clientes regulares, oferecendo brindes e reduções na conta final. Pergunte no seu pet shop se há algum cartão fidelidade ou promoção! Aproveite também as lojas virtuais que oferecem desconto
na primeira compra e entregam em todo o Brasil: a Pet Love (petlove.com.br) e a Petz (petz. com.br), por exemplo, dão 10% de desconto. Vale trocar e comprar produtos também em brechós on-line: no Facebook você encontra grupos com o nome “Brechó Pet” de diferentes cidades. É só lavar!