AnaMaria
Últimas Notícias / Internacional

Embaixada da Ucrânia diz que invasão põe em risco a ordem mundial

Por meio de comunicado, embaixada diz que invasão é um ato de guerra

Marieta Cazarré - Repórter da Agência Brasil - Brasília Publicado em 24/02/2022, às 11h57

Para Ucrânia, invasão russa no país é um ato de guerra. - Press service of the Ukrainian State Emergency Service
Para Ucrânia, invasão russa no país é um ato de guerra. - Press service of the Ukrainian State Emergency Service

A Embaixada da Ucrânia no Brasil divulgou um comunicado, nesta quinta-feira (24), afirmando que a invasão russa no país é um ato de guerra e tem como objetivo destruir o estado ucraniano, tomar o território à força e estabelecer o controle da ocupação.

A nota diz ainda que o conflito é um ataque à soberania e integridade territorial da Ucrânia, uma grave violação da Carta das Nações Unidas e das normas e princípios fundamentais do Direito Internacional.

"A Ucrânia apela à comunidade internacional para que aja imediatamente. Somente passos unidos e decisivos podem parar a agressão de Vladimir Putin contra a Ucrânia. Nossos parceiros devem ativar imediatamente um pacote de novas sanções. Apelamos também às capitais amigas, para que continuem fortalecendo as capacidades de defesa de nosso Estado, fornecendo armas e equipamentos militares. A nossa resposta conjunta depende agora não só da segurança dos cidadãos ucranianos, mas também da segurança dos cidadãos em toda a Europa e do futuro da ordem mundial", diz a nota.

PEDEM AJUDA

Jogadores brasileiros do Shakhtar Donetsk e do Dínamo de Kiev usaram as redes sociais, nesta quinta-feira (24), para pedir ajuda para deixarem a Ucrânia, que sofreu uma invasão das tropas militares da Rússia.

Cerca de 20 pessoas, entre atletas e familiares, estão em um hotel localizado na cidade de Kiev, capital do país. No vídeo publicado, Marlon, ex-zagueiro do Fluminense foi o porta-voz e falou da situação caótica:

"Fala galera. Aqui estamos todos reunidos, jogadores do Dínamo e do Shakhtar com a nossa família. Estamos hospedados em um hotel devido toda a situação. Estamos pedindo ajuda de vocês nesse vídeo devido a falta de combustível na cidade, fronteira fechada, espaço aéreo fechado, não tem como gente sair. Pedimos apoio ao governo do Brasil que possa nos ajudar e espero que vocês nos ajudem a promover esse vídeo pra alcançar o máximo de pessoas possível."