AnaMaria
Últimas Notícias / Polêmica

Ex-BBB rebate críticas após reagir a assalto: ''Nunca passaram por essa violência''

Ana Carolina Madeira afirmou que queria ter matado os assaltantes

Da redação Publicado em 02/09/2020, às 12h36 - Atualizado às 12h42

Ana Carolina Madeira se defende de críticas - Instagram/@anacarolinamadeira
Ana Carolina Madeira se defende de críticas - Instagram/@anacarolinamadeira

Ana Carolina Madeira, que ganhou notoriedade após participar do 'BBB9', rebateu algumas críticas que recebeu após ter reagido a um assalto na última segunda-feira (31), em São Paulo (SP).

Na ocasião, ela afirmou que gostaria de estar armada para matar os assaltantes e foi duramente criticada. No entanto, ela recorreu às redes sociais nesta quarta-feira (2), para explicar as falas.

"Tem muita gente me criticando, falando: 'Ah, que a Ana não deveria ter reagido'. Quando acontece uma situação inesperada é a reação instintiva da pessoa. E qual foi a minha? Foi de ataque. A maioria de vocês não sabe o que eu já sofri anteriormente", disse ela.

Na sequência, a loira afirmou que sempre reagiu a tentativas de assalto, mas não por vontade própria.

"Isso uma coisa que é de mim, não é uma coisa que é certa, é uma coisa que é incontrolável, quem é psicólogo poderia explicar até melhor isso", declarou.

A ex-BBB pontuou ainda que não estava pensando apenas e bens materiais, mas sim no bem-estar físico.

"Eu já sofri uma violência muito grande e quando alguém fala assim: 'Ah, a Ana quer estar armada'. Sim, se um cara tenta te estuprar, eu queria estar armada. Eu queria estar armada e ter cortado o pinto dele, era isso. Então, para quem fica me criticando, tenho certeza que a pessoa não passou por nenhum tipo de violência nesse grau. E tem muita gente desejando a minha morte, o que é um absurdo, que falou que eu deveria ter morrido", desabafou.

Por fim, ela afirmou que só conseguiu dormir com a ajuda de remédios controlados.

"Essa noite eu dormi graças a Rivotril. Tomei um Rivotril, dei uma acalmada. Mas vocês não tem noção, a gente ri de nervoso, mas eu estava encurralada. A minha reação de defesa foi jogar o carro em cima dos outros. Se estava certo ou errado, não estou falando, mas essa foi minha reação e eu não me arrependo", completou.