AnaMaria
Últimas Notícias / Política

‘Jornal Nacional’ detona Bolsonaro após falas sobre vacinação de crianças

William Bonner e Renata Vasconcellos discursaram contra o Jair Bolsonaro no Jornal Nacional

Da Redação Publicado em 07/01/2022, às 07h28

Jornalistas apontaram que o presidente tentou dificultar a vacinação de crianças - TV Globo
Jornalistas apontaram que o presidente tentou dificultar a vacinação de crianças - TV Globo

O ‘Jornal Nacional’ fez um editorial, na última quinta-feira (6), sobre os empecilhos que Jair Bolsonaro impôs contra a vacinação de crianças no Brasil. Um deles foi questionar a autoridade da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) durante sua live semanal realizada horas antes.

Foi então que William Bonner avaliou: "As declarações do presidente sobre as mortes [de crianças] afrontam a verdade e desrespeitam o luto das mais de 300 vítimas (...) O presidente também desrespeita os técnicos da vigilância sanitária”, acrescentando que o interesse da Anvisa é defender a saúde da população.

Renata Vasconcellos também participou do discurso contra Bolsonaro. "Não é isso que o presidente tem feito ao ameaçar divulgar nomes de técnicos da Anvisa. O governo Bolsonaro retardou a decisão das vacinas e convocou uma consulta pública estapafúrdia, porque remédios não podem ser aprovados pelo público leigo, mas por cientistas”, completou.

Em seguida, o editor-chefe do noticiário fez menção à possíveis consequências: “O presidente é responsável pelo que diz, pelo que faz... Espera-se que venha também a ser responsável por todas as consequências daquilo que faz e diz", concluiu.

Vale ressaltar que, entre os argumentos de Jair Bolsonaro para dificultar a vacinação está o fato de que, segundo ele, a morte de crianças por covid-19 é “quase zero”. A afirmação é mentirosa, uma vez que as secretarias estaduais de Saúde registraram a morte de 301 crianças entre 5 e 11 anos até o início de dezembro.