AnaMaria

Justiça condena responsáveis por racismo contra Maju Coutinho

Justiça condena responsáveis por ataque racista contra Maju Coutinho

Da Redação Publicado em 10/03/2020, às 11h36 - Atualizado às 11h36

Dois homens foram condenados, enquanto outros dois foram absolvidos por falta de provas - Globo/Fábio Rocha
Dois homens foram condenados, enquanto outros dois foram absolvidos por falta de provas - Globo/Fábio Rocha

O Tribunal de Justiça de São Paulo condenou, na última segunda-feira (9), dois homens responsáveis por racismo e injúria racial contra Maju Coutinho, apresentadora da TV Globo.

De acordo com o portal de notícias G1, o juiz entendeu que Erico Monteiro dos Santos e Rogério Wagner Castor Sales criaram perfis falsos nas redes sociais para ofender a jornalista. 

Erico foi condenado a seis anos de reclusão e Rogério a cinco anos em regime semiaberto, mais multa. Além disso, os dois réus cometeram corrupção de menores, já que induziram três adolescentes à prática. Os condenados poderão recorrer em liberdade. 

Outros dois réus, que também chegaram a ser denunciados, foram absolvidos por falta de provas. 

ENTENDA

Em 2015, Maria Julia Coutinho, que fazia a previsão do tempo, foi vítima de racismo em uma publicação do ‘Jornal Nacional’ em sua página oficial no Facebook.

Na seção de comentários, injúrias raciais foram direcionadas à jornalista. Na época, a hashtag ‘SomosTodosMaju’ foi criada e utilizada por internautas e famosos, a fim de falar sobre a importância do fim do racismo.