AnaMaria
Busca
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaYoutube AnaMariaTiktok AnaMariaSpotify AnaMaria

Rompimento de barragem alaga 23 casas e deixa 32 desalojados no Ceará

Municípios de Farias de Brito e Severino têm rompimento de barragem

Luciano Nascimento – Repórter da Agência Brasil - São Luís Publicado em 10/04/2023, às 18h33

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Rompimento de barragem alaga 23 casas e deixa 32 desalojados no Ceará - Gabriel Correa/Agência Brasil
Rompimento de barragem alaga 23 casas e deixa 32 desalojados no Ceará - Gabriel Correa/Agência Brasil

O rompimento de uma barragem particular, causado pelas fortes chuvas que elevaram o nível do Rio Cariús, no sul do Ceará, deixou 23 casas e uma escola inundadas, informou, nesta segunda-feira (10), a Defesa Civil do estado. Há 32 pessoas desalojadas, das quais 17 estão em uma escola municipal e 15 em uma casa cedida por um dos moradores do município de Farias de Brito.

Em nota, a prefeitura informou que já estão em andamento ações emergenciais como suspensão das aulas, disponibilização de aluguel social e alojamento, dependendo do grau de perdas ocasionadas pela enchente, além de um mutirão de limpeza em locais onde se concentraram volumes de terra e objetos carregados pela água, para garantir a desobstrução das vias e o retorno à normalidade.

A prefeitura disponibilizou equipes de suporte na retirada de móveis e famílias em locais afetados pela água e faz o monitoramento do nível da água para identificar possíveis áreas de risco e prevenir novas ocorrências.

A Defesa Civil do Ceará informou que outra ocorrência relacionada ao rompimento de duas barragens particulares foi registrada na localidade de Severino, no município de Itapipoca, a 147 quilômetros de Fortaleza. Até o momento, 12 casas sofreram alagamentos e 34 pessoas tivera, que deixar suas casas e procurar abrigo em local seguro ou em casas de parentes e amigos.

“As defesas civis de Itapipoca e Uruburetama e o proprietário das barragens continuam monitorando [a situação] e, caso haja necessidade, será aberto um vertedouro para auxiliar o escoamento de modo controlado”, acrescentou o órgão.

Segundo boletim divulgado no último dia 7 pela Defesa Civil do Ceará, 19 municípios decretaram situação de emergência por causa das chuvas e havia cerca de 3 mil pessoas desabrigadas ou desalojadas.

De acordo com a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos, dentre os 157 açudes monitorados, 58 já sangraram este ano. Nesta segunda-feira (10), simultaneamente 57 açudes encontram-se sangrando.

Aviso meteorológico

Conforme previsão da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos, os principais acumulados de chuvas previstos para hoje ocorreriam no centro-norte do estado, região que está sob aviso meteorológico.

Já entre terça (11) e quarta-feira (12), no Sertão Central e em Inhamuns, Jaguaribana e Cariri as precipitações deverão ser mais isoladas em relação às demais áreas.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!