AnaMaria
Últimas Notícias / EXAME NACIONAL DO ENSINO MÉDIO

Senado aprova adiamento do ENEM; texto precisa ser aprovado pela Câmara

75 x 1 votos: único senador contra a medida foi Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ)

Da Redação Publicado em 20/05/2020, às 12h59 - Atualizado em 25/06/2020, às 23h14

O texto ainda precisa ser analisado pela Câmara dos Deputados e, então, ser enviado para a sanção do presidente Jair Bolsonaro - Divulgação
O texto ainda precisa ser analisado pela Câmara dos Deputados e, então, ser enviado para a sanção do presidente Jair Bolsonaro - Divulgação

O Senado aprovou na noite da última terça-feira (19), o adiamento do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).  

A proposta foi apresentada pela senadora Daniella Ribeiro (PP-PB). Por mais que tenha tido vitória no Senado, a aprovação não resulta automaticamente no adiamento do exame.

O texto ainda precisa ser analisado pela Câmara dos Deputados e, então, ser enviado para a sanção do presidente Jair Bolsonaro, que pode sancionar o texto de forma integral ou parcial, ou até mesmo vetar.

O projeto foi aprovado por 75 votos a 1. Único senador que votou contra foi FlávioBolsonaro (Republicanos-RJ), filho do presidente.

Até o momento, o calendário do ENEM marca as provas presenciais nos dias 1º e 8 de novembro, e o exame no meio digital, nos dias 22 e 29.

A ideia de manter a prova normalmente foi alvo de críticas, tendo em vista que nem toda a população brasileira não tem condições de se preparar para o exame em meio à pandemia do novo coronavírus (Covid-19).