AnaMaria
Últimas Notícias / Polêmica

Socialite se defende após ser acusada de furto: “Ganho R$ 10 mil por mês”

Ela foi intimada a prestar esclarecimento na 16ª DP da Barra da Tijuca, no Rio

Da Redação Publicado em 28/02/2019, às 18h28 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h46

A socialite Maria Helena Guinle. - Reprodução/ Internet
A socialite Maria Helena Guinle. - Reprodução/ Internet

A socialite Maria Helena Guinle, viúva do ex-sócio do Copacabana Palace, Jorge Guinle, foi acusada de furtar uma bolsa que custa R$ 199 de uma loja do Barra Shopping. Nas imagens das câmeras, a loira aparece pegando o ítem de uma prateleira e colocando em sua sacola.

Segundo ela, tudo foi um mal entendido, já que queria apenas efetuar a troca de um outro produto comprado na mesma loja, mas que veio com defeito. Procurada por Léo Dias, do jornal O Dia, Guinle disse ainda que seguiu orientações de uma vendedora.

"Eu levei a bolsa na loja para reparo e a vendedora me deu até 30 dias para receber uma nova. Eu disse tudo bem e que iria escolher outra, porque eu ia sair naquele dia para uma festa e precisaria da bolsa. Ela disse tudo bem. Então eu peguei uma bolsa que eu gostei do mesmo preço, coloquei dentro da minha sacola e fui embora”, explicou ela.

Maria Helena deixou claro que não tem necessidade nenhuma de fazer isso, e revelou o motivo. “Eu não tenho o menor interesse em furtar uma bolsa de R$ 199. Eu ganho R$ 10 mil de pensão por mês. Vou entrar com uma ação indenizatória contra a loja", disse a socialite.

Na última quarta-feira (27), Maria Helena Guinle foi intimada a prestar esclarecimentos na 16ª DP da Barra da Tijuca, e posteriormente foi liberada. Ela será indiciada por furto qualificado.