AnaMaria
Busca
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaYoutube AnaMariaTiktok AnaMariaSpotify AnaMaria

Suspeito de matar lutador Leandro Lo é preso após se apresentar em SP

Campeão mundial de jiu-jitsu morreu após ser baleado por policial durante confusão em um show

Da Redação Publicado em 08/08/2022, às 09h42

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Henrique Otávio Oliveira Velozo atirou e matou o lutador de jiu jitsu Leandro Lo. - Reprodução
Henrique Otávio Oliveira Velozo atirou e matou o lutador de jiu jitsu Leandro Lo. - Reprodução

Suspeito de ter matado o lutador de jiu-jitsu Leandro Lo, o tenente da Polícia Militar Henrique Otávio Oliveira Velozo foi preso temporariamente no presídio militar Romão Gomes, em São Paulo (SP), no fim da tarde do último domingo (7).

O atleta foi baleado na cabeça pelo PM, que estava de folga, na madrugada do domingo, durante um show em um clube na zona sul da capital. Testemunhas relataram que aconteceu uma discussão entre os dois e, após ser imobilizado pelo atleta, o agente sacou a arma e disparou à queima-roupa na cabeça do atleta. 

Leandro foi socorrido ao Hospital Saboya em estado gravíssimo. O advogado da família confirmou a morte cerebral em seguida. O atleta foi ampeão mundial de jiu-jitsu por oito vezes.

Apesar de ter fugido da cena do crime, Henrique Velozo se apresentou à Corregedoria da PM horas depois do ocorreido. O pedido de prisão temporária vale por 30 dias. O policial deve passar por audiência de custódia nesta segunda-feira (8). O corpo de Leandro Lo será velado e sepultado também nesta segunda.

O QUE ACONTECEU?

Segundo as informações, Leandro e Henrique tiveram uma discussão durante o evento realizado no Clube Sírio, em São Paulo (SP). Para acalmar os ânimos, o lutador teria imobilizado o outro com um golpe de jiu-jítsu.

Foi então que o PM teria se afastado, sacado uma arma e atirado na cabeça de Leandro. O B.O. ainda aponta que o rapaz deu dois chutes na vítima e fugiu em seguida. Poucos dos presentes teriam ouvido o disparo devido ao som alto do show.

A história foi confirmada por um amigo de Leandro, que preferiu não ser identificado, em entrevista ao G1. “Ele chegou, pegou uma garrafa de bebida da nossa mesa. O Lo apenas o imobilizou para acalmar. Ele deu quatro ou cinco passos e atirou”, disse.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!