AnaMaria

Vanessa Gerbelli diz que ‘Novo Mundo’ serve para refletir crise política no Brasil

Em entrevista exclusiva, a atriz falou ainda de cenas importantes na novela das 18h

Da Redação Publicado em 16/06/2020, às 17h50 - Atualizado em 25/06/2020, às 23h14

Vanessa Gerbelli é Amália em 'Novo Mundo' - Globo/Mauricio Fidalgo
Vanessa Gerbelli é Amália em 'Novo Mundo' - Globo/Mauricio Fidalgo

No ar na edição especial de ‘Novo Mundo’ como a misteriosa portuguesa Amália, Vanessa Gerbelli celebra o retorno da personagem na faixa das 18h e ainda elege uma sequência com Chay Suede entre as melhores cenas da novela. Sobre a trama histórica, a atriz destaca que o folhetim é importante para refletirmos a atual situação política no Brasil.

“Nesse momento de crise política em que a gente está é muito importante pensarmos nas nossas raízes. Além disso, a colaboração histórica dessa novela é muito importante, além de ser artisticamente muito bonita e interessante. É sempre bom para a gente se ver, ver nosso progresso como artistas e rever momentos da vida mesmo”, conta ela.

Por conta do histórico misterioso de Amália, Gerbelli precisou se aprofundar em torno da histeria e da falta de memória: “Foi muito importante pra ter tido informações sobre o que ela tinha, a doença, sobre o psicológico dela”.

Em ‘Novo Mundo’, a portuguesa é encontrada sem saber do passado e sai em busca do filho perdido. A cena do reencontro em os dois foi um de seus momentos mais marcantes. Outra é um flashback, quando ela relembra de quando o herdeiro foi retirado dela.

“A cena [da retirada do filho] foi emocionalmente difícil. Os parceiros que tive foram sensacionais. Caco Ciocler é um grande amigo. Isabella Dragão queridíssima, Jonas Bloch, Julia Lemmertz, só gente boa”, elogiou.

DE QUARENTENA

No isolamento social preventivo ao coronavírus, Vanessa está em casa com o filho Tito, de 13 anos, e a mãe. Ela garante que todos estão tomando todos os cuidados necessários. “Tem sido um momento muito rico pra gente lapidar os relacionamentos”, destaca.

Depois de ‘Novo Mundo’, a artista esteve em ‘Jesus’, na Record TV e, em 2019, estrelou a série ‘A Divisão’, no Globoplay. Antes da pandemia, ela esteve envolvida em um projeto teatral com Thereza Falcão, autora da novela da Globo.

“Eu estava com um projeto de teatro musical e todo o projeto da peça ‘Fim de Caso’. Tínhamos umas apresentações pra fazer, mas também não rolou. Tínhamos vários projetos, mas agora é o momento de esperar”, completou.