Transição capilar: veja as dicas e cuidados para facilitar o processo

Sair do alisamento para os cachos saudáveis requer paciência

Tainá Goulart Publicado sábado 25 julho, 2020

Sair do alisamento para os cachos saudáveis requer paciência
Na pandemia, é um ótimo momento para deixar o cabelo descansar, respirar, começar a conhecê-lo - Caique Silva Fotografo/Pixabay

Ao falarmos de transição capilar, ou seja, deixar de lado as químicas e dar vida ao cabelo natural com cachos, muitos assuntos compreendem esse universo além da estética. Ainda mais quando se fala de passar por tudo isso durante a pandemia e o isolamento, que mexe tanto com a nossa cabeça. 

“A transição é um assunto complexo, pois estamos falando de mulheres que, geralmente, sofreram bullying e nunca se sentiram bonitas com seus cabelos naturais, apenas com os fios escovados. Faço referência à mulher que é cacheada, porém se formava, se casava, chegava à festa só de cabelo liso. Ou seja, o fio liso sempre esteve presente nos melhores momentos da vida dela, de sua autoestima”, reflete Bruno Dantte, cabeleireiro especialista em cachos e embaixador de Redken no Brasil. 

Por isso, paciência, produtos certos, dicas de um profissional e o compartilhamento das experiências que você está passando com pessoas próximas são algumas iniciativas que podem ajudar bastante durante o processo, especialmente nesse período de quarentena. 

“A pessoa precisa ter muita paciência. A raiz vai ficar volumosa por conta do ondulado, enquanto todo o resto do cabelo tem outra textura. Até que acontece o big chop, quando você tira todo o liso. Nesse momento, algumas são mais corajosas e adotam o estilo curto, mas acho que depende de cada uma”, diz Rodrigo Cintra, hairstylist, coapresentador do programa Esquadrão da Moda, do SBT/Discovery, e idealizador do The Art Salon, em São Paulo.

PACIÊNCIA 
Esperar e esperar. Essa é a ideia da transição, e a paciência precisa ser sua melhor amiga! Bruno dá uma dica importantíssima para ocupar a mente: “Busque referências dentro do tipo de cabelo e cacho que você tem, busque mulheres da mídia que já estão usando seus fios naturais e são sinônimo de beleza. Quando a mulher em transição vê alguém que ela tem como referência usando seu cacho natural, ela se sente inspirada a fazer o mesmo, além de voltar a ver beleza nelas mesmas”

PRODUTOS CERTOS 
Rodrigo alerta para a importância de saber exatamente qual tipo de cacho é o seu. Assim, é possível escolher os produtos ideais. “Ter um ativador de cachos para deixar a parte com progressiva mais ondulada enquanto não acontece o big chop é importante. Além disso, aconselho um antifrizz, pois até os fios naturais pegarem peso, eles ficam arrepiados. Gel e gelatina também ajudam a modelar. Use semanalmente máscara para hidratar e, uma vez por mês, um produto paa reconstruir mês”

PROFISSIONAL AMIGO 
Se puder, faça uma chamada de vídeo com o seu cabeleireiro (ou dê um telefonema) para fazer uma consultoria sobre a situação atual das suas madeixas. “É ele quem poderá lhe dar a melhor orientação nessa época de isolamento social”, ressalta Cintra. “O crescimento vai depender da velocidade do fio e do estado do mesmo. Alguns cabelos são quebradiços, enquanto outros estão saudáveis. Então, ter essa conversa com o especialista é essencial para saber bem o que fazer”.

COMPARTILHE-SE 
Na pandemia, é um ótimo momento para deixar o cabelo descansar, respirar, começar a conhecê-lo. E também para compartilhar os seus momentos com ele. “Você tem grupos em redes sociais com mulheres cacheadas, marcas focadas nesse tipo de cabelo com milhões de seguidores, celebridades que assumiram os fios enrolados... Assim ,não tem como se sentir sozinha nesse processo”, explica Bruno. Pra começar, procure pessoas que confia para dividir suas vitórias diárias. Depois, compartilhe fotos em seus perfis das redes sociais.

Último acesso: 05 Aug 2020 - 11:36:42 (1117791).