Truques para emagrecer funcionam mesmo? Confira mitos e verdade

Dúvidas que sempre assombram nossos planos na hora de fazer o ponteiro da balança abaixar

Karla Precioso Publicado sábado 1 agosto, 2020

Dúvidas que sempre assombram nossos planos na hora de fazer o ponteiro da balança abaixar
A velocidade com que se come pode ser tão importante quanto o que está no prato - Michal Jarmoluk/Pixabay

Para manter a boa forma, vale lançar mão de dietas ou cardápios especiais. Mas, como saber se o que estamos fazendo é correto? A nutricionista Renata Guirau, do Oba Hortifruti, desvenda agora alguns dos principais mitos da alimentação para garantir o sucesso do seu regime.

SAL ENGORDA 
Mito: mas causa retenção de líquido quando consumido em excesso. Para eliminar o sódio do organismo, beba pelo menos 2 litros de água por dia e coma alimentos ricos em potássio (banana, laranja e tomate), cálcio (derivados do leite, peixes e vegetais verde-escuros) e magnésio (cereais integrais). 

CHÁ DE GENGIBRE ACELERA O METABOLISMO 
Verdade: a explicação está nos fitoquímicos, como o gingerol, que elevam a temperatura corporal e o metabolismo em 2%. No entanto, esse índice não favorece a queima de gordura. Ferva 1 pedacinho de gengibre em 500 ml de água e beba ao longo do dia. 

ABACAXI AJUDA A AFINAR 
Mito: a fruta ajuda na digestão, mas ela não tem ação diurética. Consequentemente, não acaba com a retenção de líquido e o inchaço. 

FAZER JEJUM EMAGRECE 
Mito: algumas pessoas podem comer mais após períodos de jejum, aumentando a chance de engordar. Para quem mantém quantidades adequadas na ingestão de alimentos, fazer jejum acaba sendo uma estratégia possível, mas não superior em relação à perda de peso.

PARA EMAGRECER É PRECISO COMER EM PEQUENAS QUANTIDADES AO LONGO DO DIA 
Mito: o ideal é comer sempre que sentir fome (não deixar a fome ficar intensa), mas sem a necessidade de comer várias vezes ao dia (a quantidade de refeições diárias pode variar muito de pessoa para pessoa). 

COMER RÁPIDO DEMAIS ENGORDA 
Verdade: a velocidade com que se come pode ser tão importante quanto o que está no prato. Quanto mais rápido comemos, tendemos também a ingerir maior quantidade de comida, porque o corpo não consegue sinalizar a saciedade de forma adequada.

Último acesso: 28 Nov 2020 - 14:17:26 (1118548).