famosos   / Saudades

Beth Goulart emociona os seguidores ao compartilhar homenagem à Nicette Bruno

Nicette faleceu há exatamente um mês, vítima de complicações da Covid-19

Da Redação Publicado quarta 20 janeiro, 2021

Nicette faleceu há exatamente um mês, vítima de complicações da Covid-19
Beth Goulart segurando quadro com foto da mãe - Instagram/@bethgoulartoficial

Beth Goulart emocionou a web ao compartilhar uma homenagem à mãe, Nicette Bruno, em seu Instagram. Nesta quarta (20), completa-se um mês da morte da atriz.

"Hoje faz um mês que minha mãe partiu, um mês de ausência, um mês de muita saudade mas também de muita gratidão por todos os ensinamentos, por todos os momentos de alegria e felicidade que vivemos juntas", começou.

"Que a senhora receba em seu espírito todas as bençãos de Deus e de suas boas ações, que seu encontro com papai lhe fortaleça a caminhada na luz e que possamos continuar seguindo seu exemplo de amor e fraternidade”, continuou Beth.

Ela finalizou com carinho: "Receba todo meu amor, minha mãe, e a gratidão imensa por ter sido escolhida como filha. Que Deus a ilumine e fortaleça ainda mais hoje e sempre.Te amo!".

A artista completou o texto com algumas hashtags relacionadas a saudade, aos cuidados para prevenção do contágio pelo novo coronavírus (como o uso de máscara) e a campanha de vacinação.

Na publicação, Beth aparece segurando um quadro com a foto da mãe.

‘VIVER COM ARTE’
No mês passado, durante uma live com Marcus Montenegro, autor do livro ‘Ser Artista’, Beth revelou que está no processo de finalização do livro 'Viver com Arte', que estava escrevendo com Nicette.

"O livro será basicamente de ensinamentos pessoais. Como eram as nossas palestras, que eu praticamente dava os temas e mamãe conduzia bravamente, o livro será assim também. Começará com o tema da superação, com a morte de papai [Paulo Goulart, que faleceu aos 81 anos, em 2014, de câncer].

Em outro momento, Beth explicou como foi a ideia de escrever a obra junto com a matriarca. 

"Foi incrível esse livro, porque começamos a desenvolver isso... 'como a gente vai escrever em duas um livro só?'. Eu gosto mais de escrever e mamãe gostava de falar. Eu vou criar esse livro como uma voz única, uma grande narradora, condutora dos temas e das ideias. Eu começava a desenvolver o tema, a ideia, e eu passava a bola pra mamãe, que era quando ela dava as opiniões dela sempre maravilhosas, os ensinamentos dela sempre maravilhosos. O livro seguia um pouco isso", detalhou. 
 

Último acesso: 04 Mar 2021 - 13:05:04 (1137425).